Carlinhos Mendigo se revolta com ex-esposa: "devia fazer igual ao goleiro Bruno"; entenda - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

24 de janeiro de 2020

Carlinhos Mendigo se revolta com ex-esposa: "devia fazer igual ao goleiro Bruno"; entenda

Carlinhos Mendigo se revolta com ex-esposa: "devia fazer igual ao goleiro Bruno"; entenda

O humorista Carlinhos Silva, conhecido pelo personagem Mendigo do programa Pânico na TV, explicou, nesta sexta-feira (24/1), os vídeos em que se revoltou com a ex-esposa. ¨F**a-se o feminismo", disparou. "Devia fazer que nem o goleiro Bruno fez", disparou, em um trecho da sequência publicada na última quinta-feira (23). Segundo o humorista, ele teria ido buscar o filho para passar o aniversário de 40 anos juntos. Mas não encontrou ninguém no local.

"Não tem direito a falar uma p**ra de um palavrão pra uns bosta que fazem mal pra você. Devia fazer igual ao goleiro Bruno fez. Não, mas a gente tem que só falar, porque a gente é um c**ão. E falar pode, né. Às vezes fazer também, com seis anos você tá na rua. C***lho", diz o vídeo publicado após sair da casa da ex-esposa. No momento, Carlinhos se referia ao caso do goleiro Bruno, condenado por mandar assassinar a ex-namorada. Na época, grávida dele. 
Irritado, nesta sexta-feira, ele voltou a contar a situação. "Fui buscar meu filho, que eu tenho por direito no papel, dos dias 16, agora que é as férias comigo, até o dia 31. Eu já me tirei da situação pra não fazer besteira. Porque é difícil, eu tô tentando oito anos passar com meu filho, ter uma vida com meu filho, conviver com meu filho", contou, ao questionar porque não poderia se revoltar e usar o caso do goleiro como exemplo. Ele também agradece ao jogador. "Se não fosse o goleiro Bruno, não viraria notícia. Não sai que tô me f**endo com meu filho. Não sai que ela não cumpre uma ordem".
"Porque eu não tenho o direito de me indignar e falar pra vocês, e dar sim o goleiro Bruno como exemplo? Se eu tivesse uma lei agora. Olha, doutora. Ela tá fazendo isso e isso. Ela ia ver, provar. Ia ter uma lei dos homens lá, que defende a gente. Ela tá infringindo uma lei, uma ordem da Justiça. Quando infrinjo, eu vou pra cadeia, sem conversa. Ó, pensão. E o que acontece pra mãe que faz isso? O goleiro Bruno, eu dei como exemplo, tinha que ter uma lei pra proteger. Talvez o cara não fizesse. Mas fez, foi escroto, bizarro, o que vocês quiserem. Agora, engraçado como a verdade dói tanto."Tá paga, ô trouxa".

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas