"Esqueceu dos rodoviários", diz sindicalista após categoria ficar de fora das profissões que terão testes para Covid-19 - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

19 de maio de 2020

"Esqueceu dos rodoviários", diz sindicalista após categoria ficar de fora das profissões que terão testes para Covid-19

"Esqueceu dos rodoviários", diz sindicalista após categoria ficar de fora das profissões que terão testes para Covid-19
A ausência dos rodoviários na lista divulgada na manhã desta terça-feira (19/5) pela Prefeitura de Salvador com os 31 mil profissionais que terão direito a fazer teste gratuito para diagnosticar a presença do novo coronavírus pegou a categoria de surpresa. Pelo menos é o que garante o diretor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota.
"É um equívoco da Prefeitura de Salvador. Nós temos a avaliação de que o transporte coletivo é um vetor da doença. Tem se formado muitas aglomerações, as pessoas reclamam que o ônibus está demorando e querem entrar todos. A Prefeitura comete um erro, o prefeito esqueceu dos rodoviários", desabafou.
A categoria, inclusive, já tem uma morte relacionada ao coronavírus. Trata-se do cobrador Marcio Antonio Lisboa, 47 anos. Ele morreu no domingo (17/5) e o sindicato garante que há outros motoristas ou cobradores com suspeita da doença internados. "Nós estamos iguais ao pessoal da saúde, na linha de frente, e sem EPI [Equipamento de Proteção Inidividual]. A empresa deu duas máscaras pra cada, mas elas danificam e sujam. Cada rodoviário está hoje providenciando sua própria máscara e carregando seu vaso de álcool gel de casa para trabalhar durante 7h", revelou Mota.  
No momento da entrevista, o Sindicato fazia uma ação no terminal de Pirajá. "Aqui não tem nenhum fiscal, não tem ninguém pra regular, eu não vi um membro da guarda municipal e os ônibus tão saindo lotados. Precisava ter alguém para fiscalizar, organizar. O prefeito deve ter muito cuidado, o secretário de Saúde também, e vistoriarem os terminais", aconselhou. Outra medida que deve ser tomada, segundo os rodoviários, é a medição de temperatura dos passageiros. "Faz aquilo nos carros, mas a pessoa está sozinha no carro. No ônibus é que tem aglomeração", reclamou. 
Na lista de profissões que terão a testagem de forma gratuita estão 15 mil trabalhadores da saúde, 4 mil dos profissionais de promoção social, 1200 colaboradores da guarda, 10.000 policiais, 500 do Tribunal de Justiça, 200 policiais federais de Salvador, 200 da Secretaria de Cidadania de Urbanismo, 150 dos profissionais da Codesal,120 funcionários de Gestão e 100 colaboradores que atuam na câmara municipal.

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas