Áudio de traficante que cancelava "guerra" de fogos provocou ação da Rondesp com mortos na Boca do Rio - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

2 de junho de 2020

Áudio de traficante que cancelava "guerra" de fogos provocou ação da Rondesp com mortos na Boca do Rio

Áudio de traficante que cancelava "guerra" de fogos provocou ação da Rondesp com mortos na Boca do Rio
operação da Polícia Militar que deixou dois mortos no último domingo (31/5) no bairro da Boca do Rio, em Salvador, é vista como uma resposta ao áudio divulgado no dia 25 de maio de um traficante que mandava cancelar uma "guerra" de fogos na localidade. A informação foi dada por um policial civil lotado na 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio), unidade que teve conhecimento do arquivo gravado pelo criminoso. 
Ainda de acordo com o agente, depois da repercussão do áudio, foi ordenada intensificação de policiamento na Rua do Caxundé - que é citada pelo traficante - e na Rua da Maçonaria - onde a dupla morreu no final de semana durante confronto com a Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp Atântico) -. As duas são muito próximas e têm o tráfico de drogas dominado pela mesma facção criminosa, o Bonde do Maluco (BDM). 
A polícia quer saber, agora, quem foi o responsável pela intimidação, divulgada no feriado antecipado de São João. Os investigadores apuram se é o mesmo rapaz que, há alguns meses, ameaçou rivais também pelo aplicativo de mensagens instantâneas. 
"Vocês aí do Caxundé, vamos parar com negócio de 'guerra' de fogos aí, viu?! Acabou esse tempo aí! O 'bagulho' 'tá' frenético, esse negócio chamando polícia para a área. Não tem negócio de chamar polícia para a área não. O 'negócio' já 'tá' doido, vamos parar! Estou dando a ideia e tem que abraçar. Os parceiros estão juntos. Se não parar, vou subir dando tiro em todo mundo, estou dando a ideia! É uma só", diz. 
CONFRONTO 
Era manhã de domingo quando as guarnições da Rondesp Atlântico chegaram na Rua da Maçonaria e perceberam rapazes traficando drogas na região. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a viatura foi recebida a tiros. Houve tiroteio e dois não resistiram. Um terceiro suspeito, de nome não divulgado, foi preso e encaminhado para a delegacia. A SSP investiga se o trio tem relação com homicídios registrados na Boca do Rio. 

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas