Edir Macedo atribui pandemia a “Satanás” e fala em “interesses econômicos” - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Quer alavancar seu empreendimento? Anuncie sua marca aqui

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

17 de março de 2020

Edir Macedo atribui pandemia a “Satanás” e fala em “interesses econômicos”

Edir Macedo atribui pandemia a “Satanás” e fala em “interesses econômicos”
O líder e fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, aparece em um vídeo divulgado neste último domingo (15/3), no qual subestima a gravidade da pandemia de coronavírus. Ele diz que não há motivo para as pessoas estarem preocupadas com a doença e atribui sua proliferação à mídia e a “Satanás”. A Igreja Universal possui mais de 10 mil templos em todo o Brasil e milhões de fiéis no mundo.
A mensagem de Edir Macedo foi distribuída em grupos de WhatsApp, segundo informou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.
O bispo introduz o vídeo dizendo ter “excelente notícias” que vêm de um médico, um cientista que tem a falar a respeito do coronavírus. Na sequência, apresenta o depoimento do patologista Ben Schmidt, que foi divulgado pelo médico em seu canal do YouTube e que já foi apagado depois de o profissional ser acusado de disseminar notícias falsas sobre a doença.
“Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de Satanás. Satanás trabalha com o medo, o pavor. Trabalha com a dúvida. E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis. Qualquer ventinho que tiver é uma pneumonia para elas”, diz Macedo no vídeo que circula na rede social.
“Todo mundo está apavorado. […] Não há razão para isso. As pessoas estão apavoradas com algo que verdadeiramente não condiz com a realidade que a mídia tem jogado no ar. O pavor que a mídia tem usado pra levar as populações, as nações apavoradas com respeito a esse vírus. Por trás dessa campanha toda do coronavírus, existe um interesse econômico e onde há interesse econômico, aí tem”, continua o bispo.
Citado por Macedo, Schmidt, por sua vez, contraria dados divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) ao afirmar que o vírus “está muito longe de ser letal” e que “não faz mal a ninguém”. “A gente morre de tantas coisas, mas de coronavírus a gente não morre. Não morre porque Deus não quis”, disse. De acordo com Mônica Bergamo, procurada, a assessoria da Igreja Universal do Reino de Deus não se manifestou.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco