Desmatamento no Brasil em 18 anos equivale a quase área total da Bahia; Amazônia é a mais afetada - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Quer alavancar seu empreendimento? Anuncie sua marca aqui

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

24 de setembro de 2020

Desmatamento no Brasil em 18 anos equivale a quase área total da Bahia; Amazônia é a mais afetada

Desmatamento no Brasil em 18 anos equivale a quase área total da Bahia; Amazônia é a mais afetada

Entre os anos 2000 e 2018, os biomas terrestres brasileiros perderam cerca de 500 mil km² de sua cobertura natural, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número equivale quase a área ocupada pelo estado da Bahia, de 567 mil km².
Os dados fazem parte das Contas de Ecossistemas: Uso da Terra nos Biomas Brasileiros (2000-2018). De acordo com os números divulgados nesta quinta-feira (24/9), nesse período, a maior perda foi do bioma Amazônia, com 269,8 mil km² verdes a menos. Isso equivale a seis estados do Rio de Janeiro ou todo o Reino Unido. Os estudos mostram que a Amazônia perdeu quase 8% de sua cobertura florestal, substituída, principalmente, por áreas de pastagem.
O segundo bioma mais desmatado é o Cerrado, que perdeu 152,7 mil km², com áreas usadas na agricultura. Ainda assim, o espaço atingido é maior do que a soma dos territórios alagoanos e pernambucanos. O Pantanal, que tem sido alvo de diversas queimadas em 2020, nos dados entre 2000 e 2018 teve as menores perdas: em área (-2,1 mil km²) e percentual (-1,6%). 
Em 2018, predominava na Caatinga, visível no interior da Bahia, a vegetação campestre (46,8%), sendo apenas 5,6% de seu território usados para pastagem. Contudo, o bioma apresenta uma diminuição contínua de suas coberturas naturais, e a vegetação campestre teve sua área reduzida em 26.768 km², quase o tamanho do estado do Alagoas. 
MATA ATLÂNTICA
Segundo o IBGE, todos os biomas brasileiros tiveram saldo negativo, mas a perda foi diminuindo de magnitude ao longo dos anos. Na Mata Atlântica, vegetação que cobre toda a faixa litorânea da Bahia, houve uma perda de 8.793 km² entre 2000 e 2010, caindo para 577 km² entre 2016 e 2018. Por ser uma das primeiras áreas a serem ocupadas no pais, hoje ela conserva apenas 16,6% de suas áreas naturais, o menor percentual entre os biomas. 
Esse é o único bioma terrestre brasileiro cuja classe predominante da terra não é de cobertura natural. A vegetação florestal representava, em 2018, apenas 12,6% de seu território. Aqui, os desmatamentos são feitos para abrir espaços agrícola e a silvicultura. A Mata Atlântica é o bioma com a maior densidade demográfica do país, abrigando 49,3% das áreas urbanas nacional em 2018. 

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco