Afundamento de ferry leva curiosos para a Ladeira da Barra - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Quer alavancar seu empreendimento? Anuncie sua marca aqui

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

21 de novembro de 2020

Afundamento de ferry leva curiosos para a Ladeira da Barra


 Ação busca promover turismo náutico na baía de Todos-os-Santos

O afundamento do ferry Agenor Gordilho e do rebocador Vega, neste sábado (21) chamou a atenção de quem passava pela Ladeira da Barra.

Um pequena platéia se ajustou para acompanhar o evento nas imediações do Yacht Club da Bahia.

O motorista Odenilton Barbosa aproveitou a oportunidade para levar filhos e sobrinhos e acompanhar o evento, nunca antes visto em terras soteropolitanas.

“Teve uma expectativa com a demora, mas, graças a Deus, tudo correu em paz. Foi uma diversão pra eles [os filhos]”, disse.

Já o professor Ernani Alcântara foi munido de sua câmera fotográfica para registrar o momento. Ele lembrou com emoção da embarcação.

“Esse ferry marcou a história da galera que viajou pra ilha por muito tempo, então, eu que sou de Salvador e que sempre frequentei a ilha, pra mim, vir aqui registrar esse momento é importantíssimo. Nasci no final da década de 1970 e já conheço a ilha desde essa época. Então, vir registrar esse momento, em alto estilo, fazendo fotos bacanas pra deixar guardado e compartilhar esse momento”, relembrou.

O início da operação se deu às 11 horas, e às 12h30 o Agenor Gordilho foi engolido pelas águas. Logo após se deu início o afundamento do rebocador.

Esta é a primeira vez que uma embarcação do tipo é afundada de forma proposital e com finalidade turística.

Com 71 metros de comprimento e 19 metros de altura, o Agenor Gordilho fez a viagem inaugural no Sistema Ferry Boat no dia 5 de dezembro de 1972. A embarcação realizou a travessia Salvador-Itaparica durante 45 anos, até o fim de 2017.

De acordo com a Setur, o naufrágio assistido de embarcações propicia a formação de recifes artificiais, que favorecem o habitat marinho e se convertem em atrativo para visitantes. A expectativa é de que a embarcação esteja repleta de vida marinha em 12 meses.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco