Deputados argentinos aprovam projeto de lei que dá direito ao aborto até 14ª semana de gravidez - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad


Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

11 de dezembro de 2020

Deputados argentinos aprovam projeto de lei que dá direito ao aborto até 14ª semana de gravidez


A Câmara dos Deputados da Argentina aprovou nesta sexta-feira (11/12) um projeto de lei que legaliza o direito ao aborto apenas pela vontade da mulher até a 14ª semana de gravidez no país.  Foram 131 votos a favor, 117 contra e 6 abstenções.

Antes do início da votação, houve um debate durante mais de 20h no local.  Agora, cabe ao Senado avaliar o texto em uma data que ainda será divulgada. O projeto foi enviado ao Congresso pelo presidente Alberto Fernández, mas recebeu apoio de políticos que não compõem a base de governo.

A lei atual naquele país l só prevê a interrupção voluntária da gravidez quando há um risco de vida para a mãe ou quando a concepção foi fruto de um aborto. Segundo o novo projeto de lei, médicos que são contra a interrupção gestacional não serão obrigados a executar o procedimento, mas os serviços de saúde precisam apontar um outro profissional que se disponha.

Além disso, caso a paciente tenha menos de 16 anos, ela precisará da  autorização dos pais. Aquelas com idade entre 16 anos e menos de 18 poderão pedir o procedimento por conta própria. Se houver conflito de interesses com os pais neste caso, as pacientes receberão auxílio jurídico.

Milhares de pessoas que haviam passado a noite aguardando o resultado da votação nos entornos do Congresso manifestaram suas reações nesta manhã. As que estavam do lado verde, a favor da legislação, saltavam e se abraçavam pelas ruas de Buenos Aires.  Já aquelas que estavam do lado celeste, contrárias ao projeto de lei, se mostraram decepcionadas e retiraram rapidamente do local.

A cineasta Petra Costa registrou a votação na Câmara argentina nas redes sociais. Confira:

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco