Crianças são expulsas de colégio católico após descobrirem que mãe delas vende fotos eróticas - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

25 fevereiro, 2021

Crianças são expulsas de colégio católico após descobrirem que mãe delas vende fotos eróticas



Três crianças, de 8, 10 e 12 anos, foram expulsas de um colégio católico após descobrirem que a mãe delas, Tiffany Pointdexter, de 44 anos, vende fotos eróticas no site OnlyFans. Outros pais fizeram a descoberta, por meio do instagram de Tiffany, que tem mais de 500 mil seguidores, e denunciaram à unidade de ensino, situada na Califórnia, Estados Unidos.


Ao jornal Mirror, a mãe, a norte-americana Tiffany Pointdexter, de 44 anos, contou que começou a postar fotos sensuais na internet há algum tempo, como forma de apimentar o seu casamento. Porém, as imagens fizeram sucesso e, hoje, ela chega a ganhar US$ 150 mil por mês (cerca de R$ 817 mil), vendendo o conteúdo erótico.


As mães que descobriram o trabalho de Tiffany imprimiram algumas fotos dela e enviaram para a diretoria do colégio. Em um primeiro momento, o diretor decidiu não fazer nada em relação à vida privada de Tiffany e do marido, Chris, mas pouco tempo depois cedeu à pressão das outras mães e expulsou os filhos do casal.


"Recebemos um e-mail às 20h de um domingo, dizendo que nossos filhos não eram mais bem-vindos à escola e que não deveriam voltar na segunda-feira", disse Tiffany.


Para o marido, o principal motivo para o diretor ter tomado essa decisão não é a doutrina católica do colégio, mas sim a "inveja" de outras mulheres. "Acho que a maioria dos maridos deu uma olhada nas fotos de Tiffany. Talvez seja por isso que essas mulheres têm tanto problema conosco", afirmou.


A notícia da expulsão ainda deixou os filhos "muito confusos e chocados" com a ideia de não poderem mais conviver com seus amigos e professores. Os pais também acham difícil explicar o motivo para as crianças.


Ainda na entrevista, chorando, Tiffany disse apenas o fato da expulsão para as crianças, sem conseguir expressar o motivo dela. "Sempre serei honesta com eles e, quando tiverem idade suficiente para entender, saberão", disse ela. Enquanto isso, os meninos estão com dificuldades para se adaptar à vida sem escola. "A decisão da expulsão apenas arrancou as crianças de suas raízes e não lhes deu tempo para se ajustar", afirmou Chris.


Outra preocupação da família, agora, é não conseguir encontrar outro colégio para as crianças tão cedo. "Não tenho certeza de que qualquer escola católica da região nos aceitará agora, o antigo colégio se certificou de que todas as escolas soubessem sobre nós", lamentou o pai.


Tiffany insiste que a expulsão dos filhos é injusta e que ela está sendo fortemente julgada. Por fim, criticou o colégio católico afirmando que o julgamento ao próximo "não está de acordo com os ensinamentos de Jesus".

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco