Tenente-coronel é chamado de "macaco" enquanto dava palestra sobre racismo - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

11 fevereiro, 2021

Tenente-coronel é chamado de "macaco" enquanto dava palestra sobre racismo

O tenente-coronel da Polícia Militar de São Paulo Evanilson de Souza sofreu ataques racistas durante uma palestra em uma conferência virtual nesta terça-feira (9/2). Um dos participantes começou a escrever ofensas sobre a tela compartilhada enquanto o policial falava sobre o programa de combate ao racismo.

O policial é um homem negro e participava de um encontro virtual organizado pelo Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP). De acordo a PM, Evanilson deverá registrar um Boletim de Ocorrência nesta quarta-feira (10).

O policial de 50 anos é comandante do 11° Batalhão da PM, localizado na área dos Jardins e Consolação, região central de São Paulo. Em nota, a Polícia Militar de São Paulo demonstrou solidariedade com o tenente e afirma que repudia ataques com ofensas raciais e mensagens de ódio. 

CONFIRA NA ÍNTEGRA A NOTA

A Polícia Militar do Estado de São Paulo vem a público repudiar veementemente os ataques com ofensas raciais e mensagens de ódio praticadas contra o Tenente-Coronel PMESP Evanilson de Souza durante sua conferência virtual no Curso de Segurança Multidimensional das Fronteiras, organizado pelo Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP), nesta terça-feira (9/2).

Como membro do grupo revisor do Manual de Direitos Humanos da Polícia Militar do Estado de São Paulo e profundo conhecedor da matéria, o Tenente Coronel Souza foi convidado pela organização do curso para, justamente, expor o programa da PMESP de combate ao racismo quando, logo no início da exposição, sofreu ataque cibernético que comprometeu desenvolvimento do trabalho.

Assim, a Polícia Militar se solidariza à vítima e reforça sua posição contra toda forma de discriminação étnico-racial e na missão perene de promover os Direitos Humanos no estado. O Tenente Coronel Souza, irá elaborar o Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia acerca dos fatos. Se você for vítima de racismo ou conhecer alguém que seja, não fique calado. Disque 190 e denuncie. Racismo é crime.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco