Clipe de Ludmilla gravado na favela da Rocinha vai parar na Justiça; entenda


Apesar de todo sucesso e mais de 50 milhões de visualizações, o clipe da música "Rainha da Favela", de Ludmilla, foi parar na Justiça. Segundo informações divulgadas pelo colunista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, a cantora foi intimada a prestar esclarecimentos.

A ação da  juíza Admara Schneider, da 40ª Vara Cível do Rio de Janeiro, foi motivada pelo pedido da senhora Maria das Neves, que teria sido filmada no clipe sem a autorização dela ou de seus familiares. A gravação para o clipe da música "Rainha da favela" contou com a participação de outras funkeiras como Tati Quebra Barraco e Valesca Popozuda.

De acordo com a ação, Maria das Neves pede a exclusão de sua imagem do vídeo sob pena de multa diária de R$ 5 mil, afirmando que se sentiu ofendida, pois nem ela nem sua família "se coadunam com as mensagens do funk nem com o comportamento das mulheres participantes do videoclipe".

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem