Casal baiano é preso acusado de aplicar golpes de estelionato nos Estados Unidos - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

12 maio, 2021

Casal baiano é preso acusado de aplicar golpes de estelionato nos Estados Unidos


O casal de baianos, Wemerson Dutra Aguiar, de 25 anos, e Priscila Barbosa, de 35, naturais do município de Vitória da Conquista, foi preso na cidade de Massachusetts, em Boston, nos Estados Unidos da América (EUA), acusado de participar de um esquema de estelionato. No total, 19 brasileiros foram presos na cidade suspeitos de participarem do esquema que já fez mais de 2 mil pessoas vítimas na América do Norte. 


Os suspeitos operavam em diversas localidades dos Estados Unidos através de supostos golpes aplicados por meio da criação de contas fraudulentas em aplicativos de entrega . Os logins eram feitos utilizando identidades roubadas e vendidas para motoristas que não tinha as devidas qualificações para exercer a função. 


O Departamento de Justiça do distrito de Massachusetts informou que o esquema também contava com bots, uma espécie de robô digital, que facilitava a falsificação do GPS, aumentando ainda mais o dinheiro alcançado através das contas fraudadas. 


A estimativa do governo dos EUA é de que mais de 2 mil pessoas teriam sido roubadas e tiveram as identidades utilizadas no esquema criminoso elaborado pelos brasileiros. 


A ação já vinha sendo praticada desde janeiro de 2019, quando ao menos cinco empresas de transporte e entrega nos EUA sofreram o golpe. As imagens das carteiras de habilitação e números do Seguro Social das vítimas também eram utilizados na fraude. 


O procurador em exercício dos EUA, Nathaniel R. Mendell, afirmou que os criminosos se aproveitaram o atual momento de pandemia, onde cada vez mais pessoas dependem desse tipo de serviço, para aplicar os golpes.


"Uma série de pessoas sem as qualificações mínimas e não elegíveis para trabalhar nos EUA foram aptos de forma ilegal. Elas trabalhavam burlando por exemplo a verificação de antecedentes criminais", relata Nathaniel. 


Se condenado, o casal baiano poderá pegar até 20 anos de prisão e, caso apresentem bom comportamento na cadeia, podem ser penalizados em até três anos de condicional. Além disso, Wemerson e Priscila correm o risco de pagar multa de 250 mil dólares, ou o dobro do valor bruto que faturaram com a ação criminosa.


Com informações do Correio*

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco