Últimas Notícias


 

Damares chega a Cachoeira para apurar ameaças à prefeita: 'Proteger uma guerreira'



Prefeita Eliana Gonzaga (Republicanos) está sofrendo tentativas de intimidação desde que assumiu cargo 

A notícia de que a primeira prefeita da história de Cachoeira está sendo ameaçada de morte chegou a Brasília, e uma comitiva baixou no Recôncavo, nesta segunda-feira (10), para averiguar a história. A ex-feirante e agora prefeita Eliana Gonzaga (Republicanos) recebeu a ministra da Mulher, Família, e Direitos Humanos, Damares Alves, e representantes do Congresso Nacional e da Procurador Geral da República. 

A comitiva deu apoio à prefeita, destacou a importância do estado de direito e disse que vai acompanhar o caso. A ministra Damares foi recepcionada pela prefeita na chegada a Cachoeira. "Estamos aqui para dizer para a senhora que a senhora não está sozinha", afirmou a ministra. 

Em seguida, a comitiva e a prefeita subiram para o segundo piso da Fundação Hessen, onde houve o encontro. Damares prometeu ajudar a prefeita na gestão, disse que haverá recursos federais para o município e fez uma reunião a portas fechadas com Eliana, congressistas e representantes da Procuradoria Geral.

"Se for necessário, o governo federal vem ajudar a te proteger, prefeita. A senhora terá o melhor mandato possível. A gente veio aqui para proteger uma guerreira", disse Damares. Ela não deu detalhes sobre a pauta da reunião a portas fechadas.

Eliana, que sentou ao lado da ministra, agradeceu o apoio e se emocionou ao falar do caso. "Esse ato de hoje é a defesa do direito democrático. Cachoeira está sendo exemplo de crime político, mas afirmo que eles não vão me calar. O povo de Cachoeira é um povo guerreiro que participou da independência. O primeiro grito de liberdade foi dado aqui, na praça, e agora estamos dando outro grito pela liberdade. Eu não vou renunciar", afirmou.

Ameaças
Ex-feirante, Eliana foi a primeira mulher, e negra, desde a emancipação do município de Cachoeira, em 1837, a comandar a cidade. Ela venceu a última eleição, em novembro do ano passado, derrotando o empresário Fernando Pereira, o Tato, (PSD) que tentava a reeleição. Ele já havia exercido o cargo em outros dois momentos, e se ganhasse seria o quarto mandato.

Desde que o resultado da eleição foi divulgado Eliana vem sendo ameaçada de morte. O caso ficou ainda mais grave depois que dois correligionários dela foram assassinados. Nesta segunda, a prefeita contou que depois que o caso ganhou repercussão as ameaças diretas cessaram, mas que os ataques continuam nas redes sociais. Por precaução, ela ainda não está dormindo na cidade.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem