Últimas Notícias


 

Em Salvador, 21 mulheres do grupo de gestantes foram vacinadas com o antídoto da Astrazeneca antes da suspensão recomendada pela Anvisa

Creditos da foto:ilustrativa/Pexels

Em Salvador, 21 mulheres grávidas foram vacinadas contra a Covid-19 pelo imunizante da Oxford/Astrazeneca, que teve sua aplicação suspensa, para este público, pelo Ministério da Saúde. Na tarde desta terça-feira (11/5), A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) corrigiu uma informação divulgada anteriormente, dando conta de que na capital baiana não havia gestantes incluídas nesta situação e divulgou que esta gestantes se vacinaram no dia 07 de maio. 


Porém, no dia das referidas aplicações, ainda, não havia a notificação da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendendo a aplicação da fabricante para este grupo, o que ocorreu apenas nesta última segunda (10/5). Para que exista um acompanhamento mais rigoroso dos casos, a SMS orienta que as gestantes que receberam outro imunizante, que não Pfizer, devem procurar de imediato a Secretaria e relatar os sintomas adversos através do site.

A SMS esclarece que as gestantes têm hoje pontos exclusivos de vacinação em Salvador apenas com aplicação do imunizante Pfizer.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem