Estresse mental, enxaqueca e herpes-zóster: doenças neurológicas têm aumento durante a pandemia; saiba mais - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

21 junho, 2021

Estresse mental, enxaqueca e herpes-zóster: doenças neurológicas têm aumento durante a pandemia; saiba mais

Créditos da foto:ilustrativa / Pixebay


A pandemia da Covid-19, que alterou as estruturas econômicas e sociais no mundo, trouxe um fardo adicional à população mundial, além da doença causada pelo coronavírus Sars-CoV-2: enfermidades ativadas pelo estresse mental, como enxaqueca e herpes-zóster, tiveram um aumento durante o período e desafiam os sistemas de saúde a prestar ainda mais assistência em um período crítico.


Cerca de 45% da população de 30 países teve piora leve ou intensa nas condições de saúde mental, aponta pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos divulgada pela Folha de São Paulo. No Brasil, o índice sobe para 53% - o quinto país da lista com o pior índice.


"Na prática, os gatilhos de estresse, ansiedade e insônia aumentaram muito neste período. No início da pandemia foi ainda pior, pois as pessoas não saíam de casa para fazer as consultas médicas", afirma a médica neurologista Aline Vitali da Silva, coordenadora do Ambulatório de Cefaleia da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná), em Londrina.


Segundo a médica, foi possível observar aumento na frequência das crises de enxaqueca em quem já tinha a doença e em diagnósticos novos. "Com as consultas online as pessoas passaram a buscar mais o tratamento e a situação foi melhorando. Mas há ainda muitos que não procuram atendimento", diz Silva.


Levantamentos mostram aumentos na frequência e intensidade da enxaqueca no mundo todo. Em uma dessas pesquisas, feita com mais de 1.000 pacientes da doença no Kuwait, apontou que quase 60% dos participantes teve piora nas crises. 


Pesquisadores brasileiros apontaram ainda que a herpes-zóster, outra doença que pode ser ativada pelo estresse, teve um aumento no número de casos de cerca de 35% no país durante a pandemia. O estudo, publicado em fevereiro na revista científica International Journal of Infectious Diseases, foi feito com dados do SUS e apontou crescimento dos casos em todas as regiões do Brasil. 


A herpes-zóster é causada pelo vírus da catapora que pode ressurgir na vida adulta, trazendo lesões avermelhadas na pele e dor.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco