Leo Prates faz apelo para liberação da Coronavac para crianças acima de 6 anos - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

08 setembro, 2021

Leo Prates faz apelo para liberação da Coronavac para crianças acima de 6 anos

Cita Chile como exemplo e fala em estudo que mostra que Coronavac é "extremamente eficaz" para crianças e adolescentes

O secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates, fez um apelo nesta quarta-feira (8) para que as autoridades sanitárias do Brasil adotem a Coronavac para crianças a partir de 6 anos, citando como exemplo o Chile, que liberou o imunizante para esse público.


"Queria pedir ao Brasil que coloque as diferenças políticas de lado. Agora, o Chile acaba de anunciar a vacinação com a Coronavac para crianças acima de 6 anos. A revista Lancet publicou que a Coronavac para adolescente e crianças tem eficácia de 96%, quase sem reações adversas. Uma vacina excepcional", disse Prates, "extremamente eficaz para crianças e adolescentes". Ele falou em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia.


Ele explicou que essa liberação ajudaria a vacinar mais rápido. "As cidades e governo estão com vacinas da Coronavac em excelente quantidade. Se o Brasil seguisse exemplo do Chile, a gente teria mais doses da Pfizerpra aplicar aos idosos, já que a Pfizer se mostrou mais eficaz para idosos e a Coronavac se mostrou mais eficaz para adolescentes, isso nos daria contingente de vacina maior e uma vacinação mais rápida", afirma. "Fica apelo à Anvisa pela rápida aprovação da Coronavac para aplicação acima de 6 anos. China e Chile já estão utilizando". acrescenta.


O secretário também voltou a pedir que os soteropolitanos vão se vacinar, iniciando, completando ou reforçando seu esquema vacinal. "Apesar da gente ter reduzido bastante o número de pessoas que estão com suas primeira dose sem tomar, fomos de 125 mil para 84 mil, mas ainda temos esses 84 mil soteropolitanos entre 18 e 38 anos que não tomaram sua primeira dose. A gente faz um apelo, estamos em busca da imunidade coletiva e para nós é importante imunizar essas pessoas", disse o secretário. Além disso, 15 mil adolescentes de 17 anos também não foram tomar a primeira dose.  "Até o dia de ontem, tínhamos 101 mil pessoas com sua segunda dose atrasadas", acrescentou.


Prates também avaliou como baixa a adesão para terceira dose entre os idosos habilitados. "Nós aqui em Salvador resolvemos antecipar, junto com a Bahia, a terceira dose, para evitar qualquer tipo de risco ou retrocesso em medidas restritivas. Para isso a gente precisa da colaboração de todos, mantendo os cuidados e indo se vacinar", disse.


Nesta quarta, as prefeituras-bairro de Salvador não estão vacinando contra a covid-19. Prates diz que acontece um esquema de revezamento e amanhã os espaços devem retomar a imunização e recadastramento. 

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco