Procuradora-Geral de Justiça ressalta papéis da PM e do Corpo de Bombeiros durante parada da Assistência Militar do MP - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

24 de set. de 2021

Procuradora-Geral de Justiça ressalta papéis da PM e do Corpo de Bombeiros durante parada da Assistência Militar do MP


Evento contou com a palestra sobre a função da Assistência do MP, proferida pelo promotor de Justiça, Gilberto Amorim

Foi realizada, na manhã desta quinta-feira, 23, a parada da Assistência Militar do Ministério Público estadual, que reuniu, no Afonso Garcia Tinôco, na sede do órgão, tropa de policiais militares e integrantes do Corpo de Bombeiros.

A Procuradora-Geral de Justiça, Norma Cavalcanti, acompanhou o evento ao lado do chefe de gabinete, Pedro Maia, do coordenador do Centro de Apoio Operacional de Segurança Pública e Defesa Social (Ceosp), Luís Alberto Vasconcelos, e do coordenador de Segurança Institucional e Inteligência (CSI), Gilberto Amorim.


O assistente Militar do MP, tenente-coronel PM, Gilberto Morbeck de Oliveira, acompanhado do chefe executivo da CSI, major PM Correia, da ajudante de ordens, a capitã PM Rebeca Fagundes, do comandante do policiamento, tenente PM Pimentel, do tenente PM Bastos, e demais oficiais, que servem no GAECO e CSI, saudou a tropa, e convidou a PGJ para seu pronunciamento.


A procuradora-geral de Justiça recorreu à escritora Clarice Lispector ao cumprimentar o tenente-coronel, Morbeck, a capitã Rebeca, o tenente Pimentel e os integrantes da tropa. “Até onde eu posso, vou deixando o melhor de mim, se alguém não viu foi porque não sentiu com o coração”, citou a PGJ, ressaltando o bom relacionamento que sempre teve com a instituição da Polícia Militar, nas diversas comarcas, durante sua jornada como promotora e no atual cargo que ocupa. 


“Então, por onde passei, deixei tentar de mim o melhor, procurei fazer com que as pessoas sentissem o meu trabalho e o meu dever para com a Polícia Militar”, acrescentou o PGJ. 

Ela afirmou, ainda, que o dever do MP de fazer o controle externo da atividade policial, em conformidade com a constituição, também se respalda no dever de proteger a instituição da Polícia Militar. “Devemos trabalhar em harmonia com esta instituição, realizar parcerias de engrandecimento e fortalecimento da Segurança Pública em nosso estado”, declarou, emocionada.

A PGJ ressaltou que a tropa faz parte da “família do Ministério Público”. “Vocês protegem o que nós temos de melhor: nossas vidas, patrimônio e instituições”.


Com a palestra sobre o papel da Assistência Militar do Ministério Público, o coordenador de Segurança Institucional e Inteligência (CSI), Gilberto Amorim, enalteceu a boa relação da Assistência Militar do MP com os órgãos da PM, com o comando-geral e a Casa Militar do governador. “Este elo de ligação é extremamente importante. Nós não enxergamos distinções nas atividades. Vemos compromissos e a Polícia Militar, em particular, tem a missão de preservar a ordem pública, através das suas atividades e da necessidade de termos dentro do MP uma estrutura de assistência militar para estabelecer este elo de ligação importante e profundo”. 


O promotor também reforçou o papel do Corpo de Bombeiros, que oferece proteção aos integrantes do Ministério Público. “As duas instituições, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, têm um compromisso público muito importante. Mas, o papel ultrapassa a missão institucional. Vocês aqui presentes têm papéis, às vezes, muito árduos, às vezes, nem tão reconhecidos. Mas tenham certeza da preocupação do MP neste reconhecimento, de oferecer proteção diante dos diversos riscos que se manifestam hoje num cenário extremamente agressivo. É um trabalho precioso que cada um exerce e gostaria de valorizar o trabalho do tenente-coronel Morbeck, de sua equipe de oficiais e de seus comandados no fortalecimento destes laços profissionais”.


Finalizando o evento, o assistente Militar do MP reforçou para a tropa a missão, as obrigações, os deveres e as prerrogativas do policial militar que serve na Assistência Militar. Além de informar que as paradas ocorrerão mensalmente, como oportunidade de alinhamento das diretrizes e melhor contato com a tropa. Como forma de agradecimento ao Ministério Público, a Assistência Militar homenageou a PGJ com um mimo, uma boneca de pano uniformizada com a farda da Polícia Militar.


MP

Nenhum comentário:

Post Top Ad

ANUNCIE CONOSCO