Suiço é morto a tiros por suposta dívida contraída após compra de carro

 

Um suiço de 59 anos foi sequestrado e morto a tiros na sexta-feira (22) por uma suposta dívida de R$ 12 mil. O caso aconteceu na cidade de Goianésia, na região central de Goiás. As informações são do Metrópoles.

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe estava fazendo patrulha nas proximidades do local do crime quando ouviram os disparos que mataram a vítima. Um homem de 27 anos foi preso em flagrante por suspeita de ter sido o autor dos tiros.

Ele confessou que matou a vítima devido a uma dívida que ela havia contraído com a compra de um carro. Aristo Deliyannidis foi morto com três tiros à queima-roupa. Ele chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

De acordo com o portal, o suspeito disse aos policiais durante depoimento que saiu da cidade de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia. Ao chegar a Goianésia, ele pegou um mototáxi em direção à casa do suiço.

O homem rendeu a vítima e a obrigou a entrar no próprio carro. O suspeito alegou que levaria Aristo para Anápolis para cobrar a dívida. Durante o trajeto, o suíço conseguiu puxar o freio de mão do carro, mas o veículo rodou e bateu em um barranco. Nesse momento, ele tentou fugir, mas foi alcançado pelo suspeito.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem