Bolsonaro diz que busca meios para "ficar livre da Petrobras"

 Após "motociata" no Paraná, presidente critica CPI e chama Aziz de "cara de capivara"


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a falar em privatização da Petrobras, dessa vez, em um evento político na cidade paranaense de Ponta Grossa. Após participar de uma "motociata" com apoiadores, o presidente declarou que a Petrobras é "independente, infelizmente independente". E que está "buscando uma maneira de ficar livre da Petrobras, fatiá-la bastante e, quem sabe, partir para a privatização".


Acompanhado do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), Bolsonaro aproveitou o palanque montado pela prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt (PSD), e o público de motociclistas que o acompanharam para voltar a criticar a CPI da Pandemia e, em especial, o presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD-AM), a quem chamou de "cara de capivara".


"A única acusação bombástica da CPI do Omar Aziz foi a de que temos um presidente que é motoqueiro. Aquele cara de capivara me chamando de motoqueiro, me acusou como se eu fosse ficar indignado. Pode falar motoqueiro ou motociclista. Eu sei o que é liberdade sobre duas rodas", declarou Bolsonaro.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem