Header Ads

‘Ele usou pau e facão pra matar meu filhinho’, conta mãe de estudante assassinado dentro de casa


A mãe do estudante Lucas Guerra, assassinado aos 18 anos, não consegue esquecer a cena de horror que encontrou em casa no último dia 11, no bairro da Caixa D’Água, em Salvador. Dona Cleide achou o filho em um mar de sangue, morto a golpes de pau e facão.


Ela garante que o responsável pelo crime brutal é um vizinho, que fugiu logo após o homicídio. Em entrevista ao Balanço Geral nesta quarta-feira (19), Dona Cleide cobrou a prisão do suspeito.


“Quero resposta porque ele não tinha como fazer isso com meu filhinho. Esperou todo mundo sair, bateu na porta e pediu água [antes de atacar]. Foi premeditado. Meu filho entrou em luta com ele. Deu marretada na cabeça do meu filho e usou também facão. Quando cheguei em casa, encontrei minha casa e meu filho lavados de sangue. Eu fui uma vizinha que sempre o ajudei. Ele já roubou a mãe, o tio, veio corrido da ilha. Quero justiça!”, pediu a mãe.


Ela contou que o homem abandonou a casa que vivia e foi visto saindo apenas com uma mochila e uma televisão. O motivo do assassinato ainda é desconhecido.


“Uma vez meu filho não quis comprar coisas erradas pra ele. Aí ele foi e roubou o celular do meu filho, mas depois tudo ficou tranquilo. Não sei o motivo pra essa crueldade. É muita dor, meu filho único. Sempre lutei por ele. Saía cinco horas da manhã pra trabalhar e voltava sete horas da noite, vivia pra ele. Como vou viver agora?”, lamenta a mulher.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.