Ministério da Saúde e Anvisa acompanham erro em vacinação de crianças na Paraíba

Caso também está sendo monitroado pelo Ministério Público Federal do estado 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à CNN, neste sábado (16), que acompanha o caso de cerca de 60 crianças na Paraíba que receberam equivocadamente vacinas vencidas e de adultos. “Por isso, é importante ter cautela na aplicação das doses. O Ministério da Saúde acompanha todos os eventos adversos relacionados com as vacinas contra a Covid-19“, afirmou.

 

Quem também se manifestou sobre o ocorrido foi a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A Anvisa informou à CNN que “aguarda a apuração das circunstâncias da vacinação que está em curso pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS). Somente após, a Agência poderá avaliar ações”.

Mais cedo, a secretaria de Saúde da Paraíba informou que as crianças vacinadas apresentaram reações leves, como febre e dor no local da injeção. O caso está sendo investigado pelo Ministério Público Federal da Paraíba.

 

O erro ocorreu em uma UBS do município paraibano de Lucena. A história veio à tona após uma mãe publicar nas redes sociais um vídeo do cartão de vacinas dos filhos com a informação de que eles foram vacinados contra o coronavírus no início de janeiro, portanto antes da chegada das doses corretas da vacina infantil no Brasil.

As vacinas corretas desembarcaram no país na madrugada de quinta-feira (13). As doses de Pfizer, específicas para crianças, vem em frascos na cor laranja para evitar confusão com as vacinas adultas de embalagem azul. Desde o início da vacinação, com as doses corretas, o Ministério da Saúde e a Anvisa não registraram erros.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem