Header Ads

'Meu casamento continua', diz personal que espancou homem em situação de rua ao flagrá-lo com sua esposa


O personal trainer Eduardo Alvez, de 31 anos, afirmou que seu casamento permanece depois de ter flagrado a sua esposa, de 33 anos, fazendo sexo com um homem em situação de rua. A situação aconteceu dentro de um carro estacionado, no último dia 9, em Planaltina, no Distrito Federal.

Para Eduardo, a esposa deve ter tido um surto e estaria "em transe", sem consiência alguma do que estava fazendo. No veículo haviam manchas de sangue.

 

"Meu casamento continua. Tenho certeza disso, eu conheço a pessoa que eu convivi... Que eu convivo, no caso. Volto a te explicar, são três anos de relacionamento, eu a conheço, não é da índole dela.", disse o personal em entrevista ao Metrópoles. 

A declaração a respeito do casamento aconteceu na parte final da entrevista. No entanto, minutos antes, Eduardo havia afirmado que não era o momento certo para discutir sobre o assunto. "A questão do meu casamento não é o momento de estar tomando nenhuma decisão, tem que continuar toda essa questão, de amparar ela, porque até eu mesmo tinha confiança nela", afirmou. 

 

No dia em que tudo ocorreu, o personal disse ter combinado com a esposa de sair com as crianças, porém, ela não compareceu. Ele estranhou a demora e foi até o último local que sabia que a companheira havia ido. Ao chegar lá, deu de cara com o carro estacionado e a mulher e o morador de rua nus. 

O personal diz que sabe que "surtou", porém, afirmou que o único objetivo "era preservar a vida da esposa" já que ela estava sofrendo "uma violência, um abuso", as palavras do homem ao Metrópoles. "Idependente de ser ou não morarador [em situação] de rua, a cena que eu tive é difícil de explicar". 

 

Alvez ainda falou que a sua esposa não disse nada, mas que estava em "estado de choque". "Acho que ela não respondia por si. Ela só ficou daquele jeito, apreensiva". 

O esposo destacou também que a esposa havia começado a frequentar uma igreja três dias antes do ocorrido e que ela não fazia ações de caridade. Além disso, o personal afirmou que o suposto surto psicótico foi diagnosticado por um dos médicos que a atendeu. A mulher, ainda segundo ele, não faz uso de medicamentos, anabolizantes ou outras substâncias.

 

"A vida dela era tranquila, mas a Sandra sempre queria mais. (...) Ela sempre queria algo a mais, nunca estava satisfeita, sempre queria ver mudanças, então, assim, poderia ser um dos fatores. Mas surto mesmo nunca teve, foi o primeiro. E o que o médico me passou foi isso, qualquer pessoa está sujeita a um surto e independente de ter algum agravante ou ter alguma coisa no passado", afirmou ele. 

 

Depois do caso, ele acabou se isolando e desativou, também, as suas redes sociais. Além disso, parou também de dar aulas. 

"Nas raras vezes que eu frequento um local eu noto aquelas risadinhas, piadinha, então é melhor eu segurar mais a onda. O foco não é esse ainda agora."

 

Segundo Alves, a esposa está internada em uma ala psiquiátrica. "Ela está sendo tratada, ela segue acordada, porém, sob uso de medicamentos. E nisso ela não está tendo seu senso crítico."

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.