Justiça decreta prisão do ex-goleiro Bruno por dívida de pensão ao filho com Eliza

Além disso, decisão determina pagamento imediato de R$ 60 mil à criança




Um pedido de prisão contra o ex-goleiro Bruno Fernandes foi expedido na sexta-feira (27) pela Justiça do Mato Grosso do Sul. O motivo é a dívida de pensão ao filho Bruninho, que ele teve com Eliza Samudio. O garoto hoje tem 12 anos.


Além da prisão, a Justiça determinou o pagamento de cerca de R$ 60 mil da dívida, referente a dois salários mínimos por mês, contando desde janeiro de 2020.


Um outro processo exige pagamento de cerca de R$ 3 milhões em pensão para Bruninho, calculando desde o nascimento do garoto. 




Bruno cumpre pena em regime aberto pela morte de Eliza. Atualmente, ele mora em Cabo Frio, no Rio de Janeiro. 


Segundo o jornal Extra, a Polinter já foi comunicada da decisão e Bruno pode ser preso a qualquer momento. "Conste que o cumprimento de prisão não exime o devedor do pagamento das pensões devidas; somente o pagamento das prestações devidas, incluídas as que venceram ao longo do processo, até a data do efetivo pagamento, suspende a ordem de prisão", diz o documento, assinado pelo juiz Alexandre TsuYoshi Ito.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem