Menina espalha sangue pelo corpo e se finge de morta para sobreviver a massacre no Texas

Garota ferida com fragmentos de balas e foi internada, mas já teve alta e está em casa



Para sobreviver ao massacre ocorrido em uma escola no Texas, nos Estados Unidos, na última terça-feira (24), uma aluna fingiu estar morta e espalhou sangue pelo corpo. A informação foi dada por ela, em entrevista à CNN Internacional.


Miah Cerrillo, de 11 anos, afirmou que ficou deitada no chão após o ato. Por medo, ela não quis aparecer diante das câmeras. A menina se feriu com fragmentos de balas e foi internada, mas já teve alta e está em casa.



Sua avó disse que a menina ainda não consegue expressar o que viu. Um outro aluno sobrevivente, Jayden Perez, de 10 anos, também em entrevista à CNN, presenciou o atirador matar quase todos os seus colegas de sala e disse que não quer voltar a estudar. "Eu não quero ter nada a ver com outro tiroteio em uma escola. E eu sei que isso pode acontecer de novo, provavelmente", declarou.


Perez revelou que ele e seus colegas faziam treinamentos frequentes para eventuais ataques. "Foi assustador porque eu nunca pensei que um ataque iria realmente acontecer", afirmou. O estudante disse também que se esconeu em uma região da sala onde ficam as mochilas, enquanto a maioria dos alunos ficou debaixo das mesas.


Ele disse ainda estar muito triste por ter pedido seus colegas, que nomeou, seguindo os nomes em cada cruz, porque todos eram seus amigos.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem