Mulher de Dom Phillips afirma que corpos do jornalista britânico e indigenista brasileiro foram encontrados


Os corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips foram encontrados nesta segunda-feira (13/6), segundo Alessandra Sampaio mulher de Dom Phillips. Os dois estavam desaparecidos há uma semana em uma área remota da Amazônia. As informações são da Globo News.

As vítimas foram encontradas um dia após a Polícia Federal achar pertences pessoais da dupla. Até o momento, as autoridades não confirmaram o encontro dos corpos, que devem passar por perícia segundo disse Alessandra Sampaio a Globo News.

 


 

O material estava perto da casa de Amarildo Costa de Oliveira, único suspeito preso até o momento. Uma mochila com os itens estava amarrada a uma árvore em uma área de igapó, ou seja, de vegetação submersa, na comunidade ribeirinha São Gabriel.

Pereira, servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), e Phillips, colaborador do jornal The Guardian, visitaram uma localidade conhecida como Lago do Jaburu em 3 e 4 de junho para a realização de entrevistas com indígenas.

Eles deveriam ter voltado à cidade de Atalaia do Norte (AM) na manhã de 5 de junho, porém não deram mais notícias desde que saíram da comunidade ribeirinha São Rafael. O desaparecimento ocorreu na Terra Indígena Vale do Javari, no oeste do Amazonas e que cobre uma área de 8,5 milhões de hectares, um território maior que países como Áustria e Irlanda.

Pereira era alvo frequente de ameaças por conta de seu trabalho com comunidades indígenas para evitar invasões de pescadores, madeireiros e garimpeiros, em uma região que concentra o maior número de povos isolados no mundo.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem