Últimas Notícias


Cartilha do TSE reúne tudo o que os eleitores precisam saber antes de votar


A data das Eleições 2022 está chegando e sabe aquelas dúvidas que você tem sobre o que deve levar no dia da votação, o que pode e o que não pode, como confiar na segurança da urna eletrônica, entre outras, para votar mais tranquilo?

Todas elas e muito mais foram respondidas na cartilha “Guia do Eleitor consciente – Todos fazem a Eleição!”, produzida pela Secretaria de Comunicação e Multimídia (Secom) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em parceira com outras áreas do Tribunal.

O material, que reúne as principais informações que toda eleitora e todo eleitor precisa saber, está disponível para download no Portal do TSE neste link do Catálogo de Publicações do Tribunal.

Com visual atraente e moderno, de leitura fácil, e conteúdo apresentado com auxílio de ilustrações e infográficos, a cartilha tem apenas doze páginas e é leitura obrigatória para quem quer votar com tranquilidade, com todas as informações na mão.

Veja abaixo um breve resumo dos principais tópicos da cartilha.

Todas aquelas dúvidas mais comuns estão respondidas no material, como o que pode e o que não pode no dia da eleição, como justificar a ausência às urnas, e como conferir se uma informação recebida nos grupos da família ou de amigos é fato ou boato. Porque isso é responsabilidade de todos, e nesse assunto, vale a regra: na dúvida, não compartilhe.

Tem também aquelas dicas essenciais para o voto consciente, como, por exemplo, o que é preciso levar para votar e a importância de conhecer as candidatas e os candidatos antes do dia da eleição.

E para isso, o TSE tem uma ferramenta que é um grande aliado: o site DivulgaCandContas. Por meio dele, os eleitores podem obter informações diversas sobre seus candidatos, incluindo o número de votação, gastos financeiros, informações partidárias, dados sobre os bens, entre outras.

-O capítulo “Caminho do voto” mostra o que acontece depois que a eleitora ou o eleitor aperta o botão “Confirma” da urna eletrônica, lembrando que ela é codificada e os programas, todos, assinados digitalmente.

-A zerésima, o Boletim de Urna e o Registro Digital de Voto, importantes instrumentos de segurança do processo eletrônico de votação, também são destacados, ganhando na cartilha uma definição simples e bem acessível a todos.

-Tem ainda uma breve explicação sobre a totalização, lembrando que, do registro dos votos até o resultado final, o processo é totalmente digital, criptografo e seguro. Resumindo: é 0% de intervenção humana e 100% de segurança.

Como pode ser verificado, participar da chamada festa da Democracia, votar de maneira segura e com tranquilidade, e mais bem informado, ficou bem mais fácil.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem