BEREU NEWS

Brasil dá show, goleia a Coreia do Sul e vai às quartas da Copa

   Neymar voltou ao time marcando gol e o Brasil venceu a Coreia do Sul (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
 

No retorno de Neymar, ataque brasileiro fez 4x1 nos coreanos

Com muita tranquilidade, o Brasil confirmou o favoritismo e avançou às quartas de final da Copa do Mundo.  Nesta segunda-feira (5), a Seleção contou com o brilho do ataque e goleou a Coreia do Sul por 4x1, no estádio 974. 


Só no primeiro tempo o Brasil aplicou 4x0 e garantiu uma enorme vantagem no confronto que marcou o retorno do atacante Neymar ao time. O camisa 10 participou do placar elástico e marcou o primeiro gol no Mundial do Catar. 


Classificado, o Brasil vai enfrentar a Croácia nas quartas de final. A partida será na próxima sexta-feira (9), às 12h, no estádio da Educação. Quem passar pegará na semifinal o vencedor de Holanda e Argentina, que se encaram no mesmo dia. 


Sabendo da necessidade de vencer para não amargar uma trágica eliminação, Tite promoveu o retorno de Neymar ao time. Ele teve a recuperação acelerada após machucar o tornozelo na estreia. Também curado de uma entorse, Danilo foi escalado na lateral esquerda. Jogadores da posição, Alex Telles e Alex Sandro estão machucados. 


O Brasil começou o jogo preocupado com o contra-ataque coreano, mas não precisou de muito tempo para confirmar o favoritismo. Aos sete minutos, Raphinha construiu a jogada na linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou por Neymar, mas sobrou Vinícius Jr. Livre, ele teve calma e categoria para balançar as redes.

A Coreia do Sul sentiu o golpe. Três minutos depois, Richarlison foi derrubado na área e o juiz deu pênalti. Neymar cobrou ao seu estilo e ampliou a vantagem brasileira. 


O 2x0 com apenas 12 minutos deixou o Brasil bem tranquilo na partida e forçou os coreanos a se arriscarem mais. Aí a partida ficou do jeito que a Seleção queria, com muitos espaços para trabalhar a bola. 

O Brasil mostrou que estava com o time azeitado. Até o zagueiro Thiago Silva se aventurou no ataque e deu um belo passe para Richarlison sair de cara com o goleiro e anotar o terceiro.


Antes do fim da primeira etapa ainda deu tempo de Paquetá receber de Vinícius Júnior e transformar o placar em goleada: Brasil 4x0. 

Mesmo com a boa vantagem, Tite não poupou atletas no intervalo. O Brasil voltou para o segundo tempo no mesmo ritmo. A Coreia do Sul até tentou esboçar uma pressão nos primeiros minutos, mas o ataque asiático era facilmente neutralizado pela defesa brasileira. 


Na arquibancada a torcida também fez bonito. Um bandeirão em homenagem a Pelé foi exibido. O Rei está internado em um hospital de São Paulo. Antes do jogo ele usou as redes sociais para mandar apoio à Seleção. 


O Brasil, aliás, parecia cada vez mais perto do quinto gol. Raphinha teve duas boas oportunidades, mas parou no goleiro coreano. Na reta final do duelo, a Seleção sentiu o cansaço e viu o ritmo cair. 

A Coreia do Sul aproveitou o momento e anotou o de honra. Seung-Ho pegou o rebote da falta cruzada na área e mandou uma bomba, sem chances para Alisson.


Apesar do gol sofrido, a partida era tão tranquila que Tite aproveitou para colocar o goleiro Weverton em campo. Ele era único dos 26 convocados que ainda não tinha sido usado pelo treinador. Com o jogo definido, o Brasil comemorou a classificação às quartas de final da Copa do Mundo.    


FICHA TÉCNICA

Brasil 4x1 Coreia do Sul - Copa do Mundo (oitavas de final) 


Brasil: Alisson (Weverton), Militão (Daniel Alves), Marquinhos, Thiago Silva e Danilo (Bremer); Casemiro, Paquetá e Neymar (Rodrygo); Raphinha, Richarlison e Vinícius Júnior (Martinelli). Técnico: Tite. 


Coreia do Sul: Seung-Gyu, Moon-Hwan, Mim-Jae, Young-Gwon e Jin-Su (Hong Chul); In-Beom (Seung-Ho), Woo-Young (Jun-Ho) e Jae-Sung (Kang-In); Hee-Chan, Gue-Sung (Ui-Jo) e Son. Técnico: Paulo Bento.


Local: estádio 974 (Catar)

Gols: Vinícius Jr., aos 7, Neymar, aos 12, Richarlison, aos 28 , Paquetá, aos 35 aos do 1º tempo; Seung-Ho, aos 30 minutos do 2º tempo

Cartão amarelo: Woo-Young (Coreia do Sul) 

Arbitragem: Clement Turpin, auxiliado por Nicolas Dano e Cyril Gringore (trio da França). 

VAR: Jerome Brisard (França).

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2