Header Ads


Prefeita garante empenho e lista ações após enchentes em Conceição do Jacuípe

   Reprodução

 

As fortes chuvas que atingiram toda a região na última semana deixaram a população de Conceição do Jacuípe em estado de alerta máximo, em função das enchentes que foram registradas em pontos da cidade, ocasionando diversos prejuízos.


Durante pronunciamento na quinta-feira (1), a Prefeita Tânia Yoshida (PSD) garantiu que todos os esforços já estão sendo empenhamos para que a situação não volte a se repetir de igual modo: “Quero falar aqui sobre a situação das enchentes, que atingiu não só Conceição do Jacuípe, mas também em outras cidades, como Teodoro Sampaio. Tudo que está ao alcance e dentro do orçamento está sendo feito. Todas as providências estão sendo tomadas para que isso não volte a acontecer”, explicou. 

Tânia reforçou ainda que irá cumprir integralmente o seu Plano de Governo, que contempla importantes obras e serviços na área da drenagem e pavimentação, por exemplo. Uma delas na Macaxeira.


“Podem ter certeza que até o último dia do meu mandato, vou cumprir o plano de governo. Doa a quem doer. Quero falar do Colégio Atenas, que ali é uma enchente só, da Travessa General Osório, que também está no meu plano de governo. Estou lutando também pela drenagem da Macaxeira, inclusive, vamos ter que correr contra o tempo porque está vindo o recapeamento da BA, que vai ser mão dupla. Vamos tirar as manilhas de 30 que colocaram lá. O posto de combustível, por exemplo, teve um prejuízo absurdo, com a água que invadiu tudo”, disse a gestora.

Outro assunto que tem preocupado os conjacuipenses e as autoridades locais são os altos índices registrados no boletim diário da covid. São 100 casos ativos e 205 suspeitos. Diante do quadro, um decreto foi publicado no Diário Oficial, estabelecendo regras sanitárias. A líder municipal prometeu jogo duro com as festas em condições irregulares.


“Tenho recebido muita pressão por causa das festas e é muito triste isso, porque as pessoas não estão tendo a consciência de que pode aumentar. Tivemos dois casos que foram transferidos e uma morte. Então não podemos pensar apenas na gente, mas no coletivo. Mas as pessoas continuam fazendo festa. Tem que obedecer tudo o que está no decreto feito. Se não estiver de acordo, a Guarda (Municipal) vai interditar na hora.  E com a questão da covid, deixo claro que qualquer festa só vai até 23h. Não vai ter nenhuma festa de madrugada”, concluiu Tânia.

Siga o Bereu News no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.