Header Ads


Prisão de suspeito de terrorismo aumenta tensão para posse de Lula


Com a proximidade da cerimônia de posse do presidente eleito pelo PT, Lula, e o último registro de tentativa de atentado no aeroporto de Brasília, cresce a tensão em torno da segurança para o evento do próximo dia 01º de janeiro.

A alvo maior é o acampamento de bolsonaristas, montado no QG do Exército, na capital federal, a poucos quilômetros da cerimônia de posse. Desde o resultado das eleições proclamado no segundo turno, bolsonaristas se reúnem no local para protestar contra a vitória do petista. Eles pedem intervenção militar e alimentam o discurso de que Lula não vai tomar posse.

No último sábado, um bolsonarista foi preso sob suspeita de ter tentado explodir um caminhão de combustível em Brasília. Integrante do acampamento no QG, o homem possuía armas de diversos calibres, munições e explosivos.

Apesar da repercussão da prisão e da apreensão, Bolsonaro não se manifestou sobre o episódio e apenas postou uma mensagem de Natal nas redes sociais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.