BEREU NEWS

Vigilante mata companheira com tiro na testa na frente da filha de 10 anos

Reprodução / Redes sociais

Paulo é vigilante e tem registro de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC) 

Um vigilante identificado como Paulo Roberto Moreira Soares, 38 anos, matou a companheira com um tiro na cabeça e disse à filha: “Sua mãe já era”. Izabel Aparecida Guimarães de Sousa, 36 anos, foi morta com um tiro na testa na frente da criança de 10 anos. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu no Hospital de Base do Distrito Federal. O crime ocorreu em Ceilândia (DF). Paulo é vigilante e tem registro de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC). Ele fugiu da casa com a arma na cintura e em um fusion preto.

Um pedreiro estava na casa e escutou o grito da vítima. O autor mandou que a vítima desligasse o celular. Em seguida, ele disparou contra a companheira. A testemunha viu o momento em que a criança questionou o pai o motivo do tiro e ele respondeu à filha: “Sua mãe já era”. Uma equipe do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) encontrou a vítima ainda com sinais vitais dentro do quarto. A mulher foi transportada de aeronave para o Hospital de Base, mas não resistiu.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2

BEREU NEWS

Publicidade 3