BEREU NEWS

Vitória só empata com o Barcelona de Ilhéus e está eliminado do Baiano

Thiago Lopes tenta passar pela marcação do Barcelona de Ilhéus, no Barradão (PIETRO CARPI / ECV)

Rubro-negro fica fora das semifinais do estadual pelo quinto ano consecutivo

O sonho de voltar a erguer a taça do Campeonato Baiano 2023 chegou ao fim. Mais uma vez, o Vitória será apenas espectador nas fases decisivas do estadual. Pela quinta edição seguida, o Leão foi eliminado na etapa classificatória do torneio. Com um futebol burocrático e apático, o rubro-negro apenas empatou sem gols com o Barcelona de Ilhéus, na tarde deste domingo (26), em pleno Barradão. 

O Vitória, que não dependia apenas das próprias forças, deixou de fazer o dever de casa e viu Itabuna e Jacuipense, adversários diretos na briga por vaga nas semifinais, encaminharem suas classificações.   

Com o resultado, o Leão completou cinco jogos sem vencer na temporada, todos lamentados a partir do momento que Léo Condé assumiu o time. A última vitória aconteceu com o auxiliar Ricardo Amadeu no cargo interinamente, por 2x1 contra o Atlético de Alagoinhas, no dia 8, após a demissão de João Burse. De lá para cá, são três empates e duas derrotas. 

O tom de crise já era notado antes mesmo da bola rolar. Insatisfeitos com a campanha do time nesse começo de temporada, torcedores rubro-negros fizeram um protesto na frente do Barradão. Faixas criticavam a atuação do presidente do clube e do elenco: "Fábio Mota omisso" e "queremos dignidade e comprometimento" estavam estampados na manifestação entoada também por gritos de guerra como "vergonha, vergonha, time sem vergonha" e "se o Vitória não ganhar, o pau vai quebrar". 

O técnico Léo Condé escalou Zeca na lateral esquerda e Eduardo no meio-campo como novidades. Rodrigo Andrade, machucado, não foi opção nem no banco de reservas.

Mandante do jogo, o Vitória se lançou mais ao ataque que o Barcelona de Ilhéus, mas teve dificuldade para passar pela defesa adversária e se mostrou pouco efetivo quando chegou perto da meta. O cabeceio do zagueiro Camutanga tirou tinta da trave, mas a redonda foi para fora.

Diego Torres teve chance ainda mais interessante. Bem posicionado na área, ele recebeu cruzamento de Zeca, mas isolou a bola. O meia teve nova oportunidade, dessa vez após passe de Osvaldo, mas esbarrou na defesa do goleiro Villa. 

No intervalo do jogo, o técnico Léo Condé sacou Léo Gomes e Thiago Lopes. Marco Antônio e Rafinha pintaram como novas atrações. No primeiro minuto, o atacante bateu da entrada da área, mas errou a pontaria. Algum tempo depois, o zagueiro também tentou de longe, assim como Osvaldo, todos sem sucesso. 

Pouco criativo, o Vitória não conseguiu se impor como mandante mesmo diante das fragilidades do Barcelona de Ilhéus, que não deu trabalho ao goleiro Lucas Arcanjo. Nicolás Dibble e Santiago Tréllez pintaram no jogo e tiveram chances claras de gol nos minutos finais do confronto, mas também não conseguiram modificar o placar do Barradão. Dibble carimbou o travessão. A finalização de Tréllez foi defendida pelo goleiro Villa e o rebote bateu na trave. 


FICHA TÉCNICA 

Vitória 0x0 Barcelona de Ilhéus - 9ª rodada do Campeonato Baiano

Vitória: Lucas Arcanjo, Railan, Dankler, Camutanga e Zeca; Léo Gomes (Marco Antônio), Eduardo (Ruan Nascimento) e Diego Torres (Nicolás Dibble); Osvaldo, Léo Gamalho (Tréllez) e Thiago Lopes (Rafinha). Técnico: Léo Condé.


Barcelona de Ilhéus: Villa, Marlon (Selson), Erik Henrique, Clemente e Maicon (Caio Queiroz); Éder, Darlã (Thárcio) e Bernardo Diniz; Vini Peixoto (André Farias), Pablo e Everton. Técnico: Paulo Sales.


Estádio: Barradão

Cartão amarelo: Erik Henrique, Eduardo e Selson

Público: 2.913

Renda: R$ 79.383,00

Arbitragem: Marielson Alves Silva, auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Carlos Eduardo Bregalda Gussen.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2

BEREU NEWS

Publicidade 3