Fábrica fechada da Ford na Bahia será assumida por gigante chinesa; saiba detalhes



Anúncio oficial entre as empresas está programado para o próximo mês

Uma das principais produtoras de veículos elétricos do mundo, a chinesa BYD (Build Your Dreams), se prepara para vir ao Brasil para assumir a fábrica fechada da Ford, no complexo industrial de Camaçari. As negociações estão se afunilando e uma comitiva da empresa já tem a viagem como certa. 

De acordo com o colunista do UOL, Jorge Moraes, um anúncio oficial entre as empresas está programado para o próximo mês.

A viagem dos representantes chineses na próxima semana será para estudar o modelo de negócio, confirmar o número de produtos, a fábrica de automóveis, ônibus e caminhões e beneficiamento de lítio, além de analisar o início da produção para 2024.

O BNews havia antecipado o acerto entre a Ford e a BYD, inclusive com a confirmação do governador Jerônimo Rodrigues, que declarou que pretende fazer uma viagem internacional com o presidente Lula para tratar da retomada da produção de carros na antiga fábrica. 

Ainda segundo o UOL, o planejamento industrial da BYD é a fabricação de 30 mil veículos inicialmente, podendo chegar à capacidade produtiva de 150 mil unidades ano.

A empresa pretende investir cerca de R$ 3 bilhões na instalação de três fábricas na Bahia, gerando cerca de 1.200 empregos diretos durante o período de implantação. O dado é do protocolo de intenção já assinado, obtido pelo colunista.

As unidades produzirão chassis de ônibus e caminhões elétricos, veículos de passeio elétricos e híbridos, além de processar lítio e ferro fosfato - de acordo com o protocolo de intenções assinado entre a BYD do Brasil, subsidiária da empresa chinesa no país, e o Estado da Bahia.

O Governo do Estado deve entrar com incentivos fiscais para viabilização do empreendimento até 31 de dezembro de 2032, de acordo com a legislação tributária estadual. Os benefícios baseiam-se na Lei nº 7.537/99 que institui o Programa Especial de Incentivo ao Setor Automotivo da Bahia (Proauto), e na Lei nº 7.980/2001 e Decreto n.º 8.205/2002, estaduais, que institui o Programa de Desenvolvimento Industrial e de Integração Econômica (Desenvolve).  

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.