Google surpreende: Agora, rastreie celulares até desligados!



Ferramenta desenvolvida para aparelhos Android ajudará a solucionar casos de perda, furto e roubo. Função será semelhante à da Apple

O Google está em fase de desenvolvimento de uma ferramenta que ajudará os usuários de celulares Android a encontrar os aparelhos perdidos mesmo quando eles estiverem desligados.

A novidade, com certeza, será um diferencial importante no mercado, especialmente diante da recorrência de casos de perda, furto e roubo de smartphones no Brasil.

A nova função “Encontre Meu Dispositivo” foi revelada pelo site 91mobiles. Ela será semelhante ao recurso oferecido pela Apple nos iPhones, chamado “Find My Device”.

De acordo com o site, a ferramenta terá um nome diferente nos celulares da linha Pixel. Ela se chamará “Pixel Power-off Finder”.


Como vai funcionar?

Para que ela, o Google deve construir uma rede que abrangerá todos os dispositivos Android, incluindo suporte adicional com banda ultralarga (UWB).

A estrutura fará com que um smartphone perdido se conecte a outros dispositivos via Bluetooth. E com isso, o aparelho conseguirá transmitir a localização mesmo quando estiver desligado.

Evidências dessa nova função foram encontradas no código-fonte inicial do sistema Android 14. A nova versão foi compartilhada com fabricantes, antes de ser lançada oficialmente.

O código possui referências às chaves Finger Network pré-computadas que serão enviadas aos chips Bluetooth dos aparelhos.


Acesso restrito

Apesar de ser uma novidade aguardada e almejada pelos usuários de Android, pode ser que apenas alguns modelos de celular tenham acesso a ela, na fase inicial.

A limitação ocorrerá em razão da dificuldade de garantir o suporte de hardware para todos os dispositivos, visando o funcionamento contínuo do chip Bluetooth.

Os próximos lançamentos de aparelhos Android já virão com tecnologia compatível para essa funcionalidade, a exemplo do Pixel 8. Ainda não se sabe se as séries atuais (Pixel 6 e Pixel 7) serão capazes de ativar o recurso.

A mesma questão poderá afetar aparelhos de outras marcas, como Samsung e Motorola. Mesmo com o burburinho, o Google ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

A empresa também não divulgou uma data oficial para o lançamento da ferramenta. Em um país onde celulares são roubados por minuto e a quantidade de golpes só aumenta, essa possibilidade de rastreamento seria imprescindível.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.