BEREU NEWS

Interior da Bahia recebe primeiro evento internacional de tênis da sua história em Feira de Santana a partir deste domingo, 30

Foto: Ascom/Saeb

A cidade de Feira de Santana, na Academia de Beach Tennis e Tênis Smash, recebe o primeiro torneio internacional profissional de tênis da história no interior da Bahia, com apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). As partidas do Engie Open – ITF W60 começam no domingo, 30, e seguem até o dia 05 de agosto com algumas das principais tenistas do ranking mundial de diversos países, que buscam os 60 pontos dados à campeã, tornando-se uma das maiores pontuações da temporada feminina no país.

A programação inicia com os jogos do qualifying, que garante as últimas vagas para a chave principal, no domingo, 30, e na segunda, 31, quando as melhores ranqueadas já entram em quadra pela primeira rodada, seguindo até a terça-feira, 01. Os dias seguintes marcam as oitavas, as quartas, as semis e a grande final no domingo, 05. Todas as rodadas começam sempre pela manhã, a partir das 10h, com a entrada mediante a doação de um kg de alimento não perecível. Os sorteios das chaves principais e do qualyfing de simples e duplas serão realizados um dia antes dos primeiros confrontos.

Realizada pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e pela Federação Bahiana de Tênis (FBT), a competição também dará US$ 60 mil em premiações. Por ser válida pelo circuito do International Tennis Federation (ITF), a Bahia volta a receber um torneio feminino internacional depois do ITF W25 em 2013 na Costa do Sauípe, em Mata de São João, além do ATP Challenger 80, que aconteceu em maio do ano passado no Costa Verde Tênis Clube, em Salvador, para os tenistas masculinos.

O diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto, celebra a vinda de mais uma competição internacional da modalidade, com destaque para o interior. “A Sudesb vem apoiando a realização de grandes eventos na capital e no interior do estado, como este torneio feminino que entra para a história. Será a primeira vez de um evento deste tamanho no interior, mas em uma grande cidade baiana. Essas grandes atletas vão ajudar a desenvolver o tênis baiano, servindo de inspiração, especialmente, para as meninas em um momento de destaque para o tênis feminino brasileiro”, pontua.


Parceria

O presidente da FBT, Eduardo Catharino, destaca o foco nacional que a Bahia vai receber com um dos dois principais torneios femininos no país em 2023 em termos de pontuação para o ranking internacional, ao lado do ITF W60 de Brasília, que será disputado na capital federal na semana seguinte ao evento baiano. Ele atribui ao apoio da Sudesb a vinda de grandes torneios nacionais e internacionais para o estado nos últimos anos, como também o tradicional certame juvenil Bahia Juniors Cup.

“Com essas competições, nossas tenistas não vão precisar sair do país para competir em altíssimo nível, servindo como estímulo também para os tenistas baianos em geral. A expectativa é a melhor possível porque vai ser um grande evento em uma academia muito bonita e espaçosa em Feira de Santana com muito movimento de público. Com o apoio da Sudesb, estamos conseguindo trazer grandes eventos nacionais e internacionais. Esse feminino era um dos poucos que faltavam no nosso portfólio e, com certeza, terá uma grande repercussão nacional”, acrescenta o presidente da FBT.


Tenistas

Entre os principais nomes presentes na chave, estão a brasileira Laura Pigossi, medalhista de bronze em duplas nos Jogos Olímpicos de Tóquio e atual 142º do mundo de simples, com sete títulos ITF, além de ser nº157 do mundo de duplas, e a francesa multicampeã de Grand Slams, Kristina Mladenovic. Ela é ex-número 1 do mundo em duplas e coleciona grandes títulos mundiais na variação, com quatro em Roland Garros (2022, 2020, 2019 e 2016), quatro no Australian Open (2022, 2020, 2018 e 2014) e um em Wimbledon (2013). Nas simples, ela é atual 204ª do mundo, mas já foi top 10.

O tênis nacional também será representado pela paulista Carolina Meligeni e a gaúcha Gabriela Cé, respectivamente números 3 e 4 do Brasil, atrás de Beatriz Haddah Maia e a própria Laura Pigossi. O número de brasileiras na competição deve aumentar com a disputa do qualifying.

Durante esta semana, que antecede as partidas, a CBT também realiza a Semana de Treinamento Feminino com treinadores de algumas das principais tenistas e jovens talentos, o que movimenta o espaço feirense. A sócio-administrativa da Academia Smash, que atua há 20 anos na Princesa do Sertão, Viviane Daltro, acredita que o evento impactará na economia da cidade com os hotéis, os restaurantes e o comércio em geral, além da visibilidade com as pessoas ligadas ao esporte procurando saber sobre o local.

“Estamos muito felizes com a realização e concretização deste grande evento nacional. É muito importante ter essas atletas aqui para a nossa cidade e para as pessoas admiradoras do tênis. Feira de Santana é uma cidade com potencial econômico de turismo, esporte, integração e lazer. Temos as expectativas que essas ações possam impactar de forma positiva ao agregar valor com o esporte”, finaliza Viviane


Fonte: Ascom/Sudesb

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2