BEREU NEWS

TRE-BA derruba cassação de vereadora de Lauro de Freitas rival de Moema Gramacho


Débora Régis poderá manter seu mandato até que o TRE-BA julgue novos recursos contra a cassação

O vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador Abelardo Paulo da Matta Neto, derrubou nesta terça-feira (04) a cassação da vereadora Débora Régis (PDT), de Lauro de Freitas. De acordo com o magistrado, a edil só poderia ser cassada após o julgamento dos embargos de declaração apresentados pela defesa.

O TRE-BA havia cassado o mandato de Débora Régis no dia 20 de junho, durante julgamento de uma ação movida pelo PSB em 2020. A vereadora então recorreu da decisão, para que pudesse manter seu mandato enquanto não fosse julgado seu novo recurso.

Senado aprova indicado do governo Lula para a diretoria do Banco Central

Na Câmara de Lauro de Freitas, Débora Régis se apresenta como ferrenha opositora da prefeita do município, Moema Gramacho (PT). De acordo com a vereadora, a petista promove uma grande perseguição política contra ela, o que teria resultado na decisão de cassação no TRE-BA.

Ainda segundo Débora Régis, a acusação que levou à cassação do seu mandato — de arrecadação ilícita de campanha e gastos de contratação de pessoal, compra de material e outros serviços — foi fundamentada em “testemunhas compradas”.

  • "O TRE foi induzido ao erro em uma ação totalmente política e mesquinha da prefeita, por meio de um partido aliado, que ela comanda na cidade. O que a prefeita quer é me tornar inelegível, para que eu não possa derrotar o sucessor dela nas eleições de 2024. Como não pode me acusar de corrupção, cria uma denúncia feita com pessoas compradas, como já comprovamos. Mas o povo está do meu lado e vê essa perseguição", declarou Débora Régis.  

"Lauro de Freitas está abandonada, em todas as áreas. Temos uma prefeita que só pensa em fazer política e perseguir os adversários, deixando a gestão de lado. Ela não cuida das pessoas", disparou a vereadora.

Em maio, Moema rechaçou as acusações de perseguição e defendeu que a adversária responda na Justiça às acusações que são feitas a ela.

“Eu não sei por que ela está fazendo essa acusação. O que ela quer me envolvendo nisso? Ela que responda na justiça se está devendo alguma coisa”, afirmou a petista.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2