BEREU NEWS

Banho de folhas, lentilha e mais: conheça superstições de Ano Novo


Último dia do ano é marcado por superstições brasileiras e tradições herdadas de outros países

O último dia do ano, 31 de dezembro, é marcado por superstições. Das brasileiras às herdadas de outros países, a data traz símbolos importantes e os desejos de sorte, saúde, dinheiro e prosperidade para o ano que começa. Confira abaixo algumas delas:


Banho de folhas

Uma das maiores tradições da virada é o banho de folhas. Ao g1 Bahia, Leonel Monteiro, presidente da Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro Ameríndia (AFA) contou que a combinação pode "propiciar boas positivas com relação ao amor, saúde, prosperidade, e também afasta o mau olhado".

No entanto, ele destacou que o banho ou o ato de guardar algumas folhas não faz milagre. Quem fizer o banho, precisa tem comprometimento e resguardo.

“Por exemplo, se eu vou tomar o banho amanhã, hoje eu passo a não consumir bebida alcoólica, não pratico sexo, inclusive no dia seguinte também. Em pelo menos três dias a pessoa tem que ter um resguardo", contou ao g1 Bahia.


Aprenda a fazer banho de folhas:

  • Material - Folhas de oripepe, da costa e macassá, alfazema, água de laranjeira.
  • Modo de preparo - Macere as três folhas juntas e misture com água e à alfazema.
  • Como tomar o banho - Pela manhã ou à noite, sempre após o banho normal, molhe o corpo da cabeça aos pés e não se enxugue. Repita o ritual por pelo menos três dias consecutivos.
  • Restrições - Sexo, bebidas alcoólicas, cigarro e outras drogas devem ser evitadas três dias antes e três dias após o ritual.


Vestir branco

De acordo com o jornal O Globo, vestir branco se popularizou no Brasil na década de 70, quando religiosos de matrizes africanas realizavam cerimônias em homenagem à Iemanjá na praia de Copacabana.


Pular sete ondas

Na Umbanda, o número sete representa as linhas da religião. Com isso, cada pulo é um pedido para um orixá diferente.


Comer lentilha

A tradição de comer lentilha veio da Itália e foi trazida ao Brasil pelos imigrantes. A superstição ficou conhecida por representar os pedidos de fartura e abundância financeira. Acredita-se que a razão dessa associação é devido ao formato do grão, que se assemelha com uma moeda.


Comer romã

Há também quem acredite que comer romã na virada atrai sorte e dinheiro. A tradição veio da Grácia. No país, a romã é jogada no chão para quebrá-la e dividi-la entre os presentes.


Frutas secas na ceia

Comer frutas secas na ceia de Ano Novo é uma tradição trazida pelos imigrantes árabes. Por se tratar de alimentos de longa validade, na superstição simboliza desejos para que não falte comida ao longo do ano.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2

BEREU NEWS

Publicidade 3