Estudo indica que coronavírus no Brasil evolui de forma mais controlada, mas subnotificação pode mascarar dados - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

2 de abril de 2020

Estudo indica que coronavírus no Brasil evolui de forma mais controlada, mas subnotificação pode mascarar dados

Estudo indica que coronavírus no Brasil evolui de forma mais controlada, mas subnotificação pode mascarar dados

A epidemia do novo coronavírus no Brasil estaria evoluindo de forma mais lenta e controlada do que em outros países, como China, Itália, Espanha e Estados Unidos. A conclusão foi apresentada em um estudo realizado por um grupo de especialistas da PUC-RJ e da Fiocruz, divulgado inicialmente pelo jornal O Estado de S. Paulo.
Segundo publicação do UOL, o trabalho, que é assinado por 14 profissionais, aponta que esse crescimento mais lento no número de casos pode estar relacionado ao fato de o país ter tomado medidas de contenção logo no início da epidemia. Mas também, alerta o estudo, à subnotificação e à demora na notificação dos casos.
"Embora parte deste efeito possa estar sujeito a medidas de contenção, exceto se o Brasil apresentar duas dificuldades na mensuração do total de casos, as quais serão aplicadas: ausência de uma política de teste abrangente e atraso dos resultados e notificações".
O Ministério da Saúde anunciou ontem (1/4), que subiu para 241 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil — aumento de 39 mortes em 24 horas. A taxa de letalidade é de 3,5%.
No total, são 6.836 casos oficiais confirmados no país até agora, segundo o governo — 1.121 diagnósticos em um dia. A região que mais concentra casos confirmados de covid-19, segundo o Ministério, é a Sudeste (4.223). Na sequência estão Nordeste (1.007); Sul (765); Centro-Oeste (504) e Norte (337).

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas