Nome de ministro de Bolsonaro entra na lista do "Coronavoucher" e chega a ser enviado ao banco - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

19 de maio de 2020

Nome de ministro de Bolsonaro entra na lista do "Coronavoucher" e chega a ser enviado ao banco

Nome de ministro de Bolsonaro entra na lista do "Coronavoucher" e chega a ser enviado ao banco
Depois do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mais um integrante do Palácio do Planalto teve um falso pedido de auxílio emergencial feito em seu nome. Segundo publicou o site Poder 360, a Dataprev detectou um requerimento fraudulento usando os dados do chefe do Gabinete de Segurança Institucionale, Augusto Heleno.
Ainda de acordo com a publicação, o pedido foi feito, com o nome do ministro, no dia 7 de abril, processado pela empresa no dia 12 de abril e chegou a ser enviado para a Caixa Econômica, no dia 22. Entretanto, o benefício foi vetado, porque se constatou que Heleno tem emprego, renda familiar acima do exigido e é um agente público.
SEGUNDA PARCELA 
Desde segunda-feira (18/5), começou a ser liberado a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200 para beneficiários do Bolsa Família elegíveis a receber a ajuda. A ordem de pagamentos obedece o número do NIS, assim como ocorre todos os meses para quem tem direito ao programa.
Os outros trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) começam a receber na quarta-feira (20/5), de acordo com o mês de aniversário de cada um. Após mais de duas semanas de atraso da previsão inicial de pagamento, na última sexta-feira (15/5), o governo publicou o calendário de liberação da segunda parcela do auxílio emergencial no Diário Oficial da União.

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas