Bolsonaro contraria ACM Neto e diz que vai mandar abrir as praias; "eu não vejo nada demais" - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

5 de junho de 2020

Bolsonaro contraria ACM Neto e diz que vai mandar abrir as praias; "eu não vejo nada demais"

As Melhores Praias de Salvador | Casal Nômade
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu a liberação de acesso às praias, que está proibido na maioria das capitais litorâneas do Brasil, inclusive em Salvador. Segundo ele, a Advocacia-Geral da União (AGU) vai emitir um parecer favorável sobre o assunto. 
O anúncio foi feito durante sua live semanal na quinta-feira (4/6). "O Governo Federal vai opinar favoravelmente para aquela pessoa ir à praia. Agora, o juiz de cada cidade, que vai recepcionar esses maandados de segurança, é que vai decidir se o João pode ir para a praia ou não. Eu não vejo nada demais ir para a praia, praia é saúde", afirmou o presidente da República. 
O fechamento das praias faz parte das estratégias dos governos estaduais e prefeituras para evitar aglomerações. O isolamento social é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por especialistas como a principal forma de evitar disseminação em massa do novo coronavírus.
O discurso e a posição do presidente vão de encontro às medidas restritivas tomadas pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Desde o último dia 21 de março, praias da capital baiana estão interditadas. Inicialmente, foram seis: Farol da Barra, Porto da Barra, Rio Vermelho, Piatã, Itapuã e Ribeira, onde há maior aglomeração de pessoas.
Posterioremente, a lista teve o acréscimo das praias: da Boa Viagem e Cantagalo. Os bloqueios são feitos pela Guarda Civil Municipal (GCM) e a Secretaria Municipal da Ordem Pública (Semop), que intensificaram ações, após pessoas igonorarem às recomendações e infrigirem às medidas.  Atualmente, a restrição às praias na capital baiana foi extendida pelo prefeito ACM Neto até o próximo dia 15.  

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas