Dia Mundial da Conscientização da Obesidade Infantil: veja dicas de como adotar hábitos saudáveis na quarentena - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

3 de junho de 2020

Dia Mundial da Conscientização da Obesidade Infantil: veja dicas de como adotar hábitos saudáveis na quarentena

Dia Mundial da Conscientização da Obesidade Infantil: veja dicas de como adotar hábitos saudáveis na quarentena

Nesta quarta-feira (3/6), é celebrado o Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil. Segundo a Organização Internacional World Obesity, cerca de 158 milhões de crianças entre 5 e 19 anos convivem com o excesso de peso, e esse número deve aumentar para 254 milhões em 2030 em todo o mundo.
Os fatores genéticos são responsáveis por 70% das causas da obesidade. Atrelado a isso, a baixa qualidade nutricional dos alimentos consumidos pelas crianças e falta de exercícios físicos contribuem para que a obesidade infantil atinja patamares assustadores.
A obesidade é um fator de risco para o coronavírus.A doença pode impulsionar problemas como hipertensão arterial, complicações cardiovasculares, diabetes, alteração de colesterol, resistência insulínica assim como intolerância ao calor, cansaço e falta de ar. Para  enfatizar a importância  dos cuidados e práticas para evitar este problema de saúde, a endocrinologista Lorena Amato separou algumas dicas de como aproveitar a quarenta para aderir um estilo de vida mais saudável.
Para a médica, a família possui um papel fundamental para a quebra crescente da obesidade entre as crianças. “Não é proibir, mas colocar limites para ficar na frente da televisão e dos celulares. Programar atividades com a criança que gastem energia, como andar de skate, brincar de pega-pega, o que fazíamos na nossa época de infância”, lembra a especialista, que é endocrinopediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria e doutora pela Universidade de São Paulo.
Outro ponto que a médica enfatiza é a questão alimentar. “Salgadinhos, muito doce, tudo isso é prejudicial. É preciso oferecer frutas, folhas verdes, legumes. É uma troca, nem sempre muito bem vista pela criança, mas que aos poucos faz toda a diferença na qualidade de vida. E muito importante: a família deve dar o exemplo e se comprometer a seguir a mesma alimentação, já que crianças seguem exemplos”, explica a médica.
Dicas da Dra. Lorena Amato:
- Criança precisa de rotina, inclusive na hora de comer. Horários estabelecidos para as refeições, que ajudam a diminuir a chance de escapar e comer aquele salgadinho.
- Até para beber água é importante ter uma rotina, fique atento a isso. A água pode inibir a vontade de comer. Não beber água, pelo menos, 30 minutos antes das refeições.
- O suco de limão sem açúcar pode ser também um grande aliado para quebrar a vontade de doces, salgadinhos, refrigerantes etc.
- Outra estratégia é não comer doces e salgadinhos direto do pacote, coloque em um pote uma quantidade determinada para que não haja exagero!
- Comer um alimento de desejo de vez em quando não é o problema, desde que isso não se torne rotina.
- Deixar frutas à disposição e ao alcance da criança é uma ótima dica para incentivar a alimentação saudável.

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas