Homem é preso após colocar veneno de barata em máscara da ex-mulher; suspeito alegou que tinha coronavírus - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

23 de junho de 2020

Homem é preso após colocar veneno de barata em máscara da ex-mulher; suspeito alegou que tinha coronavírus


Um homem de 55 anos foi preso após expôr as máscaras de proteção facial da ex-mulher, de 44, com veneno de matar baratas e outros insetos, na segunda-feira (22/6). O caso aconteceu em Presidente Prudente, interior de São Paulo. 
A vítima disse à polícia que a casa tinha sido invadida pelo suspeito, que a ameaçou e agrediu, além de ter danificado o imóvel. De acordo com o Estadão, ela tinha medida protetiva judicial contra o homem em razão de agressões e ameaças anteriores.
A mulher contou ainda que encontrou suas duas máscaras sobre a pia, ao lado de uma lata com o inseticida. O suspeito teria feito isso para que ela usasse os protetores quando fosse trabalhar e fosse envenenada. O produto e o equipamento foram enviados para análise, mas os policiais confirmaram que havia sinais de as máscaras estavam sujas do inseticida, que tem potencial de alta toxicidade. 
O produto pode causar irritação e queimação na pele ao contato. Inalado de forma prolongada, causa vertigem e danos ao sistema nervoso central. Ainda segundo a reportagem, o homem foi encontrado em um carro parado a poucos metros da casa da vítima. Ele negou as acusações e alegou que estava infectado pelo coronavírus, o que impossibilitaria uma aproximação dos policiais. 
Porém, quando os agentes o encaminharam uma unidade de pronto-atendimento, o exame não detectou sintomas da doença, nem a presença do vírus no organismo do paciente. Conduzido à delegacia junto ao advogado, o suspeito se manteve calado. Ele foi levado à prisão, acusado de tentativa de homicídio, além do descumprimento de medida protetiva. O advogado informou que vai aguardar a audiência e, se mantida a prisão, entrará com pedido de habeas corpus. 

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas