Saída de dançarinos da FitDance gera polêmica e bastidores do grupo são expostos na web - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

23 de julho de 2020

Saída de dançarinos da FitDance gera polêmica e bastidores do grupo são expostos na web

Empresa rebate acusações e nega veracidade dos cachês que foram expostos



A empresa baiana, FitDance, considerado o maior grupo de dança do Brasil e um dos maiores do mundo, foi tema de diversas polêmicas envolvendo ex-integrantes da equipe, na última quarta-feira (22). Brigas judiciais e exposição de supostos cachês nas redes sociais. Empresa rebate as acusações.

A alta tensão iniciou após o coreógrafo Diogo Pretto gravar um vídeo de 50 minutos no perfil do Instagram, anunciando saída do grupo na última quarta-feira (22). No mesmo dia, os dançarinos Isis Oliveira e Junior Gomes também foram desvinculados da empresa. No vídeo, Diogo afirma que sua saída estaria prevista para o dia 1 de agosto, mas, aparentemente, o desligamento foi antecipado após desabafo do ex-BBB.

“Agradecemos muito todo seu empenho e garra até aqui. Apesar de qualquer discordância neste caminho, Diogo sempre foi uma pessoa talentosa, não só na dança, mas também em diversas habilidades artísticas”, disse FitDance na legenda ao anunciar saída de Pretto, na quarta. ‘Ho, que mensagem linda, singela, verdadeira, né? Chorei”, ironizou Diogo nos comentários da publicação.

Em seguida, a jornalista Lua Andrade, próxima de integrantes do grupo, afirmou que os dançarinos recebem em média de R$50 a R$250 por gravações de vídeos e apresentação de shows. Lua ainda fala sobre um contrato de exclusividade, onde os participantes não poderiam fechar parceria com outras empresas e gravar vídeos para o IGTV, ferramenta de vídeos do Instagram.



Em meio a repercussão, os integrantes que já haviam sido desligados da empresa, também se pronunciaram. A dançarina Lore Importa, ex-integrante desde 2016, gravou stories falando sobre justiça divina: “Só passando para falar para vocês nunca desacreditarem da justiça de Deus. O mundo dá muitas voltas, gente”.

A bailarina, Pâm Sampaio que deixou a equipe em março deste ano após seis anos de trabalho, também comentou sobre o assunto. “A lei do Karma é aquela lei que ajusta o efeito a sua causa, ou seja, todo o bem ou mal que tenhamos feito numa vida, trará consequências boas ou más para esta ou próximas existências…Verdadeiro tarda, mas não falha!”.

Processo

O dançarino Dam Fernandes gravou stories relevando que foi processado pela empresa em 2019 após saída do grupo. Coreógrafo ainda diz que a empresa perdeu os três processos, após ter exigido o pagamento de multa diária caso Dam realizasse algum projeto ligado a dança durante 24 meses pós desligamento.

Juliana Paiva, esposa de Dam e ex-integrante do grupo, comentou sobre o assunto em perfil no Instagram. “Fomos processados, tirou um pouco do nosso sossego, tirou um pouco de nossa paz, deu uma infernizada na nossa vida, mas Deus sabe de todas as coisas”. Continua: “Prejudicaram tanto nossa vida, foram atrás de nossos contratantes para não contratar a gente, porque se contratassem não iriam contratar mais a empresa. Deixamos de fazer tantos trabalhos quando estávamos lá dentro”. No vídeo, a dançarina relembra momento em que foi convidada para trabalhar com Ivete Sangalo, mas não foi liberada.

Despedida

Isis Oliveira

isis oliveira

“Oi amores da minha vidinha! Hoje, me despeço da FitDance. Finalizou meu ciclo e queria agradecer a todo aprendizado, amigos, experiências e visibilidade que conquistei ao lado deles. (…) Tenho que agradecer a essa comunidade incrível! instrutores, mestres e a galera do backstage que faz tudo acontecer. Vem novidade aí! E agora com oportunidades pra vocês que querem também realizar sonhos de fazer parte do time da FitDance”, disse a modelo ao anunciar saída do grupo.

Junior Gomes



“Fala galera, quero avisar que não faço mais parte da Equipe Show FitDance. Quero agradecer a todas as pessoas que trabalham na empresa e todos os instrutores pelo aprendizado e visibilidade que construímos juntos até aqui, mas agora é hora de seguir outros caminhos e fiquem ligados que vem coisas boas por aí, é como eu sempre digo, colem comigo que vocês passam de ano”, escreveu coreógrafo.

Em nota enviada ao Varela Notícias, a FitDance lamenta as acusações. “Tivemos ciência de críticas e ataques de ex-membros desta equipe de dançarinos. Lamentamos, profundamente, a postura de alguns deles que, com o final dos seus respectivos contratos, optaram por externar publicamente insatisfações, que são injustas e sem o contexto completo do histórico da relação.

Referente aos cachês, a empresa afirma que os valores são pagos acima da média do mercado, “diferente do que está sendo propagado nas redes sociais, e os cachês podem vir de aulas, ensino nos cursos online e presenciais, workshop, pautas de geração de conteúdo educacional, shows e vídeos”, disse.

Confira nota da FitDance na íntegra

“A FitDance é uma das maiores empresas de aulas de dança do mundo e tem como objetivo a formação e valorização dos instrutores. A empresa revolucionou o mercado através de inovação e investimentos contínuos para alavancar a dança e gerar oportunidade para todos através de diversos diretores e dedicação da equipe.

A empresa é responsável pela formação e capacitação de mais de 10 mil instrutores ao redor do mundo.

Utilizamos as redes sociais como uma ferramenta complementar do ensino de coreografias e de divulgação. Entretanto, nos canais oficiais temos um time de dançarinos que sempre ganhou muito destaque no nosso universo.

Tivemos ciência de críticas e ataques de ex-membros desta equipe de dançarinos. Lamentamos, profundamente, a postura de alguns deles que, com o final dos seus respectivos contratos, optaram por externar publicamente insatisfações, que são injustas e sem o contexto completo do histórico da relação.

Existe um grande esforço e custo para manter toda a plataforma de serviços, educação continuada, benefícios e eventos para manter ativa a geração dos milhares de empregos diretos e indiretos, e todo o papel social que temos junto a comunidade.

No caso desses integrantes que fazem parte do time de maior visibilidade nas redes sociais, o investimento com eles já ultrapassou alguns milhões de reais em cachês, sendo que estes valores poderiam ser ainda maiores, caso todos optassem por aproveitar todas as possibilidade de receita existentes na empresa. Muitos outros profissionais da FitDance acabaram aproveitando essas oportunidades e se destacando como coaches e muito mais. Essas receitas têm, sim, valores acima da média do mercado, diferente do que está sendo propagado nas redes sociais, e os cachês podem vir de aulas, ensino nos cursos online e presenciais, workshop, pautas de geração de conteúdo educacional, shows e vídeos. Muitos conseguem aproveitar diversas das oportunidades e pautas de trabalho e outros, por opção, tem foco maior apenas nos vídeos, shows e em projetos pessoais.

Apesar de dezenas de descumprimentos de acordos por parte de alguns deles, a empresa procurou ao máximo, sempre que possível, resolver grande parte disso de maneira amigável e procurando sempre capacitá-los para se desenvolverem nas plataformas que eram o foco principal. O fato de, no decorrer do tempo, alguns dançarinos da equipe não terem conseguido ou terem optado por não focar nas principais oportunidades da empresa fez com que eles quisessem seguir com outros planos.

Muito embora existam insatisfações, vale ressaltar que é notório que o trabalho realizado pela FitDance foi benéfico para que todos alcançassem representatividade em suas carreiras como profissionais da dança. Essa representatividade vai ser aproveitada por todos em suas carreiras. Inclusive, alguns que conseguiram se destacar com as oportunidades dadas, desenvolveram trabalhos, negócios próprios e entenderam que poderiam desenvolver seus planos individuais.

Entendemos, perfeitamente, o desejo de cada um deles em alçar novos vôos, mas entendemos que precisamos seguir o trabalho focado na valorização de um todo. A empresa continua investindo em tecnologia, equipamento, contratação de novos colaboradores, mesmo nesse momento de crise mundial e evitou ao máximo que esse impacto chegasse para todos nossos profissionais.

Ainda assim, evoluímos com os aprendizados e relações e desejamos a todos o mais pleno sucesso nos próximos desafios. Nossa comunidade continua crescendo. Continuamos com dançarinos e professores dedicados e cheios de planos com seus trabalhos”.

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas