Bilionário doa todo o dinheiro que possui para a caridade; fazer isso em vida era seu sonho - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Quer alavancar seu empreendimento? Anuncie sua marca aqui

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

18 de setembro de 2020

Bilionário doa todo o dinheiro que possui para a caridade; fazer isso em vida era seu sonho

Bilionário doa todo o dinheiro que possui para a caridade; fazer isso em vida era seu sonho

O bilionário Charles “Chuck” Feeney, de 89 anos, acabou de "perder" toda a fortuna: ele resolveu doar, de forma anônima, enquanto vivo, todo o seu dinheiro para obras de caridade. O fundador das lojas Duty Free, que vende podutos com impostos menores em aeroportos do mundo inteiro, assinou, na segunda-feira (14/9), juntamente com a esposa, Helga, os papéis para encerrar a empresa Atlantic Philantropies. 
Segundo a publicação, o casal guardou dinheiro para sobreviver bem, mas já doou pelo menos 8 bilhões de dólares para empresas de caridade nas últimas quatro décadas por meio da Atlantic Philanthropies. Seus últimos 350 milhões destinados à doação foram para a construção de um campus de tecnologia na Ilha Roosevelt, em Nova York. Todas as doações foram feitas de forma anônima.
A ideia do "ex-bilionário" é que seria melhor gastar a maior parte de sua fortuna em caridades em vez de financiar uma fundação depois que ele morresse, pois queria conferir o resultado com seus próprios olhos, antes de morrer. Ainda de acordo com a Forbes, Chuck já doou ao menos 375.000% mais dinheiro do que seu patrimônio líquido atual, já que, em 2012  estimou ter uma reserva de dois milhões de dólares para sua aposentadoria e de sua esposa.
Dos 8 bilhões de dólares doados, 3,7 bi foram destinados para a educação. Outros 870 milhões foram para direitos humanos e mudança social, 62 milhões para abolir a pena de morte nos Estados Unidos e 76 milhões para campanhas populares de apoio à aprovação do Obamacare, um sistema de saúde americano baseado no SUS. Feeney também doou mais de 700 milhões à saúde, sendo 270 milhões para melhorar a situação do serviço público no Vietnã e 176 milhões para o Instituto Global de Saúde do Cérebro, da Universidade da Califórnia, em São Francisco.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco