REFLEXO DA VINGANÇA? Abandonada pelo poder público Conceição do Jacuípe vive caos e munícipes relata descasos; Confira


Informações: Portal Bereu News / Zap (75)9 9124-7578

"Era uma cidade abandonada, não tinha avanço, não tinha nada. Ninguém podia morar nela não, por que na cidade não tinha gestão", infelizmente para retratar à situação de Berimbau atualmente só na base do sarcasmo.

Em possível represália à derrota nas urnas no dia 15 de novembro, a Prefeitura de Conceição do Jacuípe tem espalhado muito "amor" nos corações da população conjacuipense, ou é o que imaginam.

Com nítido descaso, a beleza do município foi deixada para trás e tomada por vias esburacadas, matagais, obras inacabadas, reparos a serem feitos e espaços públicos abandonados. Daí surge as perguntas: Será essa a vingança após derrota? As obras iniciadas pela prefeitura eram apenas fachada? 


Insatisfações, denúncias, e registros tem sido uns dos principais assuntos nas redes sociais nos últimos dias, maioria delas são referente as obras inacabadas nas escolas, creches e postos de saúde. As obras desesperadas só tem gerado transtornos em ruas do município, é preciso rever o conceito de amor.

Comparação de governo

Quem acompanhou o primeiro governo da atual prefeita Normélia Correia (Republicanos) em 2012, sabe o nível de críticas feitas sobre o abandono da gestão Tânia Yoshida (PSD) durante transição. Um dos principais argumentos utilizados pelo governo Normélia Correia é o pagamento em dias, sendo esta uma obrigação do gestor pois se o funcionário trabalha, o pagamento por direito deve ser efetuado.

A defesa de diferença foi por água abaixo após o vice-prefeito Tonho de Joãozinho (Republicanos) apoiado pela atual gestora Normélia Correia perder a eleição para Tânia Yoshida (PSD) eleita com 9.272 votos válidos. 

Mas como assim, chacoteou e está fazendo pior? Cadê a mudança e diferença que tanto pregoou? Elevou-se o nível de superior e diferenciada, e por qual motivo está fazendo pior?. A definição do 'Mais amor por você', tornou Conceição do Jacuípe uma cidade abandonada, sem credibilidade e desacreditada.


Demissão dos funcionários públicos

Com base em denúncias recebidas, vários(as) funcionários(as) que possuem contratos de Regime Especial de Direito Administrativo – REDA válidos até 2021 foram ilegalmente demitidos(as) neste dia.
A demissão é ilegal pelos seguintes motivos:

  1. Lei Eleitoral em seu artigo 73 da proíbe demissões até a posse dos eleitos. Quer dizer, somente a partir de 1º de janeiro e apenas para os contratos vencidos esta prática pode ocorrer.
  2. Os servidores temporários estão com seus contratos renovados desde março de 2020. No dia 24 de março deste ano, Normélia Correia editou o decreto nº 75/2020 renovando todos os contratos do REDA. Sendo assim, apenas em circunstância de processo administrativo e disciplinar que determine justa causa, um servidor temporário pode vir a ser demitido. Nenhum processo administrativo instaurado foi publicada em diário oficial do município com relação aos vários demitidos de hoje. Então essas demissões são, de fato, ilegais;
  3. Os profissionais da saúde enquadram-se nas atividades essenciais de combate à Covid-19 e os decretos federal, estadual e municipal que declaram a situação de emergência da pandemia indicam que tais atividades não podem ter profissionais, em hipótese alguma, excluídos sem justa causa dos quadros da saúde pública durante a Pandemia. Prova disso é que férias, licenças e outras e direitos semelhantes estão suspensos e proibidos de serem publicados pela Prefeitura, devido ao decreto de emergência que está em vigor desde março de 2020. Examinamos os diários oficiais e há, até mesmo casos de revogação de licença de profissional de saúde o que demonstra a extrema necessidade desses profissionais.

Falta de abastecimento

O fornecimento de água para as comunidade foi suspenso, a prefeitura prestava assistência através de carro pipa. Os moradores não confiam no fornecimento continuo da Embasa, devido as falhas registradas no abastecimento.


Atendimento nos PSF's

As reclamações referente a falta de atendimento nos PSF's aumentaram, e a insatisfação dos usuários do serviço de saúde também. O Portal Bereu News fiscalizou as denúncias recebidas e constatou que, alguns PSF's ainda continuam aberto e realizando atendimento, mas de qualquer modo a produtividade do serviço deve ser avaliada pela população. 

Mesmo com a obra no anexo do Hospital Antônio Carlos Magalhães (HACM) gerando descômodo, o atendimento continua.


Visão geral 

No centro da cidade é possível ver vários problemas, como o que ocorre nas calçadas de algumas ruas. O município não oferece nenhum evento atrativo para população local e da região, ou seja, uma cidade sem futuro aos jovens que vê a cidade em ruínas e abandonada pelo poder público municipal. Pelos quatro cantos do município é possível notar problemas nesse sentido. 


Com construções desvalorizadas como o Mercado Municipal "Novo", e obras inacabadas ou com prazo de entrega vencido, a exemplo do Centro de Aperfeiçoamento Pedagógico no Loteamento Belo Horizonte.


A população já não aguenta mais tanta falta de respeito por parte da gestão Normélia Correia. E você leitor e cidadão conjacuipense, o que tem achado dessas ações?

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem