No primeiro jogo do ano, Vitória empata com o Operário no Barradão - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad


Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

03 janeiro, 2021

No primeiro jogo do ano, Vitória empata com o Operário no Barradão

Neste domingo (3), o Vitória recebeu o Operário-PR no Barradão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, e empatou em 1 a 1 com o Fantasma. No primeiro jogo de 2021, o Leão saiu na frente aos dois minutos com Vico, mas levou o gol do time visitante aos seis minutos com Ricardo Bueno. 

Com o resultado da partida, o Rubro-negro sobe para 37 pontos e mas permanece na 15ª colocação da tabela da Segunda Divisão, dois a mais que o primeiro time do Z4. Na próxima rodada da competição, o Vitória viaja para Belo Horizonte para jogar contra o América Mineiro, na Arena Independência. O Coelho é, atualmente, líder da Série B com 63 pontos.

 

O JOGO

 

Gols no começo da partida 

 

Aos dois minutos de jogo, Fernando Neto sofreu a primeira falta da partida. Vico fez a cobrança, com chute certeiro que atravessou a barreira e entrou direto no canto esquerdo do goleiro Martín Rodríguez, balançando a rede para o Leão.

 

Mas, o Operário não demorou para reagir e conseguiu deixar tudo igual quatro minutos depois. Marcelo cobrou falta para o Fantasma aos seis minutos e levantou para Ricardo Bueno, que estava na pequena área. Com cabeceio, o atacante acertou a trave e mandou a bola para o gol, atrapalhou a defesa de César e empatando o jogo. 

 

Leão quase vira

 

Na entrada da área, Rafael Carioca recebeu a bola de Fernando Neto aos 23, arrumou rapidamente e chutou rasteiro, mas a bola acabou passando direto por pouco.

 

O Alvinegro se manteve atento e também tentou ampliar com 25 minutos. Depois de tocar a bola algumas vezes no meio de campo, Reniê tentou chute a distância e César acabou encaixando. 

 

O jogo permaneceu intenso, com as duas equipes chegando de forma agressiva nas finalizações, mas sem sucesso para desempatar o placar na primeira etapa.

 

Segundo tempo

 

Aos seis minutos, Martín Rodríguez salvou o Operário da virada pelo Vitória. Léo Ceará fez uma cobrança de falta de fora da área e o chute forte foi espalmado pelo goleiro do Fantasma. 

 

Douglas Coutinho também assustou o goleiro César aos dez. Evitando a chegada da zaga do Leão, o jogador deu uma pancada da intermediária e mandou a bola na trave. 

 

O Vitória perdeu mais uma oportunidade aos 16, quando Fernando Neto teve chance cara a cara com Martín Rodríguez. Ao receber a bola e deixar para trás a defesa do Alvinegro, o volante não conseguiu finalizar bem e a bola acabou nas mãos do goleiro com facilidade. 

 

Aos 30, Vico também tentou somar mais um gol ao seu saldo na partida. Sozinho na entrada na grande área, ele encheu o pé direto para o goleiro uruguaio defender novamente. 

 

Após o cruzamento de Reniê bater em Guilherme Rend, Ricardo Silva cabeceou em busca do segundo gol do Operário aos 40 minutos, mas a bola acabou passando por cima do travessão.

 

Apesar da grande quantidade de chegadas ao ataques pelas duas equipes e maior número de finalizações do Rubro-negro sobre o adversário, o Leão não conseguiu reverter o placar e o resultado final ficou definido em 1 a 1. 

 

FICHA TÉCNICA

Vitória 1 x 1 Operário

Série B – 32ª rodada

Local: Barradão, em Salvador (BA)

Data: 03/01/2021 (domingo)

Horário: 18h15

Árbitro: Antônio Dib Moraes (PI-CBF).

Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI-CBF) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI-CBF).

Quarto árbitro: Bruno Pereira Vasconcelos (BA-CBF).

Analista de campo: Kleber Moradillo da Silva (BA-CBF).

Cartões amarelos: Jiménez; Ricardo Silva; Martín Rodríguez (Operário); Guilherme Rend (Vitória).

Gols: Vico (Vitória); Ricardo Bueno (Operário). 

 

Vitória: César; Jonathan Bocão, Wallace, Fernando Neto (Lucas Cândido) e Rafael Carioca; Guilherme Rend (Samuel), Matheus Frizzo (Ewandro), João Victor e Thiago Lopes; Vico (Marcelinho) e Léo Ceará. Técnico: Rodrigo Chagas.

 

Operário: Martín Rodríguez; Alex Silva (Fábio Alemão), Rafael Bonfim, Ricardo Silva e Reniê; Jiménez (Leandro Vilela), Marcelo (Pedro Ken) e Tomas Bastos (Rafael Chorão); Douglas Coutinho (Maranhão), Ricardo Bueno e Rafael Oller. Técnico: Matheus Costa.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco