Bolsonaro decide retirar Wajngarten da chefia da Secretaria de Comunicação; cargo deverá ser ocupado por militar


O presidente Jair Bolsonaro decidiu, nesta quinta-feira (25/2), alterar o comando da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, hoje chefiada pelo empresário Fabio Wajngarten. Segundo a Folha de s. Paulo, a pasta deverá ser repassada para o militar que atualmente comanda a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), almirante Flávio Rocha.

Rocha iria acumular os dois cargos, enquanto Wajngarten pode ser rebaixado a assessor da presidência. O ministro das Comunicações, Fábio Faria, seria amigo pessoal do almirante e responsável pela articulação, já que a Secom pertence ao Ministério da Comunicação.

Um dos motivos para a saída seriam as notícias divulgadas durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo relatos feitos à Folha, a cúpula militar já reclamou mais de uma vez com o presidente sobre notas à imprensa divulgadas pela Secom que, na avaliação dela, deveriam ter sido produzidas pelo Ministério da Saúde. 

Nas últimas semanas, 15 pessoas já foram demitidas da Secom a pedido de assessores do gabinete de Bolsonaro. Os funcionários afastados, em sua maioria, atuaram em gestões passadas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem