Justiça nega pedidos de liberdade e de prisão domiciliar para advogado suspeito de matar barbeiro no Imbuí - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad


Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

10 fevereiro, 2021

Justiça nega pedidos de liberdade e de prisão domiciliar para advogado suspeito de matar barbeiro no Imbuí

A Justiça negou um pedido de liberdade e outro de prisão domiciliar para o advogado José Geraldo Lucas Júnior, suspeito de matar o barbeiro Lucas Souza de Araújo, em um bar no bairro do Imbuí, em Salvador, no dia 24 de janeiro. A decisão é da juíza substituta Andreia Lima Sarmento Netto, do 1º Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri. 

O advogado está preso desde o dia 27 do mês passado, quando se apresentou à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na capital baiana, para cumprimento de mandado de prisão temporária. Além dele, um homem identificado como Jeã Silva Santos, que teria ajudado o José a fugir do local do crime, também foi preso ao se apresentar ao DHPP.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) encaminhou o caso para o Tribunal de Ética Disciplinar (TED) pela Seção Bahia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) e, com isso, o suspeito corre o risco de perder sua carteira, que o impediria de atuar na profissão.

RELEMBRE O CASO

Lucas, que é primo da ex-vereadora de Salvador, Leokret, foi morto após tentar defender a esposa de um assédio. A vítima estava no bar acompanhado da esposa, do irmão e da cunhada quando as jovens foram assediadas por José Geraldo e o amigo durante uma ida ao banheiro. A vítima flagrou a situação e tirar satisfação. Geraldo, então, sacou a arma e disparou contra ele, atingindo a cabeça e o peito.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco