CASO WESLEY: PM é enterrado no sul da Bahia - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

29 março, 2021

CASO WESLEY: PM é enterrado no sul da Bahia


Policial estava noivo e morava na cidade de Itacaré, no sul da Bahia, onde era lotado. O sepultamento dele foi realizado em Itabuna, também no sul do estado.

O PM Wesley Góes, de 38 anos, que foi morto após atirar contra policiais militares, após um possível surto, em Salvador, foi enterrado na tarde desta segunda-feira (29), em Itabuna, no sul da Bahia.

Saiba mais: Surtado ou indignado?: O grito de socorro do PM Wesley diante das pressões e injustiças governamentais - Bereu News

Amigos, familiares, além de centenas de policiais participaram do enterro no cemitério Campo Santo, em Itabuna. Foram os amigos policiais que carregaram o caixão para o momento da despedida.

Pouco depois das 17h, o corpo de Wesley foi enterrado sob muita comoção, aplausos e uma homenagem com fogos de artifício. 


Ainda na manhã desta segunda-feira, só que Itacaré, cidade onde Wesley era lotado e a cerca de 100 km de Itabuna, cerca de 200 policiais fizeram uma homenagem para o PM. Os policiais, que estavam de máscaras de proteção da Covid-19, fizeram uma roda e uma oração para Wesley Góes.

O policial estava noivo e morava na cidade onde trabalhava. Ele era conhecido por ser uma pessoa alegre. Segundo a Polícia Militar, em 13 anos de serviço, ele nunca apresentou comportamentos que sugerissem problemas psicológicos.


Nas redes sociais, também nesta segunda-feira, o governador da Bahia, Rui Costa, lamentou a morte do PM Wesley.

"Quero lamentar profundamente o fato ocorrido neste domingo e ao mesmo tempo manifestar meus sentimentos à família do policial envolvido", disse.

Ainda na postagem, o governador fala também em "estender a solidariedade a todos os policiais que participaram da operação e colocaram suas vidas em risco".



Na publicação, o governador disse:

Quero lamentar profundamente o fato ocorrido neste domingo e ao mesmo tempo manifestar meus sentimentos à família do policial envolvido. Também quero estender minha solidariedade a todos os policiais que participaram da operação e colocaram suas vidas em risco. O final de semana foi de ataque a mim e a governadores e prefeitos do Brasil inteiro, mas não iremos nos intimidar com mentiras e ameaças. Reafirmo meu compromisso com o enfrentamento da pandemia e com a saúde e a vida dos baianos e baianas. Continuaremos lutando dia após dia por mais vacina. Vacina para policiais militares e civis, para guardas municipais e para os trabalhadores da educação. Vamos continuar trabalhando pela paz em nosso país, pelo desenvolvimento, pela harmonia e pelo respeito às leis e à constituição.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco