Família encerra velório em Itaetê e leva cadáver a hospital após pastor dizer que estava vivo


Após médicos do Hospital Municipal de Itaetê, na região da Chapada Diamantina, terem confirmado o óbito de uma garota de um ano de 10 meses, a família voltou ao centro de saúde com o cadáver. O caso aconteceu na madrugada de quinta-feira (25).

O corpo da garota já estava sendo velado por familiares, msa foi levado de volta ao hospital depois que um pastor evangélico disse à família que a criança estaria viva.

De acordo com informações da unidade de saúde, a criança chegou ao hospital já sem sinais vitais. A equipe médica tentou reanimar a garota por cerca de 30 minutos, e o óbito foi confirmado pelo médico de plantão.

A família seguiu com os procedimentos do funeral durante a madrugada, porém, segundo a prefeitura, durante a cerimônia, parentes da menina procuraram uma unidade de saúde da família informando que o pastor tinha tido uma revelação e que disse a eles que a criança estaria viva, mesmo após os profissionais do posto de saúde atestarem que a criança não tinha sinais vitais.

A Polícia Civil informou que recebeu relatos dos familiares de que a criança teria se movido durante o velório. A ocorrência foi registrada na Delegacia Territorial de Itaberaba e foi encaminhado à unidade de Itaetê, que irá apurar o caso.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem