Tânia Yoshida agradece colaboração e diz que meta é vacinar toda a população de Conceição do Jacuípe

ASCOM: Prefeitura Municipal de Conceição do Jacuípe

A prefeita Tânia Yoshida agradeceu nesta quinta-feira (dia 4) a contribuição de toda a população de Conceição do Jacuípe pela colaboração no cumprimento das medidas de restrição decretadas pelo governo do Estado para toda a Bahia. “Temos que cumprir o decreto do governador, mas a minha prioridade é a viabilização da vacina para toda a população”, disse, lembrando que para tanto o município deverá precisar de cerca de 80 mil doses.

 “Os municípios e estados só vão poder comprar a vacina se o governo federal não conseguir imunizar toda a população. E se for liberada a compra pode ter certeza absoluta que vou comprar”, assegurou. As declarações foram feitas durante a LIVE semanal da prefeita, que aproveitou a ocasião para atualizar os números da Covid-19 no município: já são 118 casos suspeitos e 41 ativos, sendo anotados 14 óbitos.


Tânia fez ainda uma espécie de prestação de contas à população quanto ao desempenho de sua administração nesses pouco mais de dois meses de governo. “Tem muita gente, sobretudo alguns vereadores, falando muita bobagem com relação à nossa administração. Ainda estou esperando os documentos do governo anterior para tomar ciência das coisas e até agora não chegou em minhas mãos. A transição de governo é um caso sério e reiterei o pedido ao promotor para resolver o mais rápido possível essa situação para que possamos deslanchar de vez”, desabafou.

A prefeita se referia ao cumprimento da Resolução 1311/2012 do Tribunal de Contas dos Municípios que determina que “os prefeitos que estão encerrando o mandato constituam uma Comissão de Transmissão de Governo incumbida de repassar informações e documentos aos representantes da nova administração, de modo a não inibir, prejudicar ou retardar as ações e serviços encetados em prol da comunidade, evitando a descontinuidade administrativa no município”, que foi completamente ignorada pela ex-prefeita.

  

Mesmo assim, Tânia informou que com todos os entraves deixados pela administração anterior, já foram liberados vários editais, o de compra de material de construção para a execução de conserto das ruas, entre outros, e luta para que o projeto da reforma do hospital passe logo pela vigilância sanitária e que seja feita uma obra como a população merece.

A prefeita adiantou que está providenciando a aquisição de kits de alimentação para os alunos das escolas municipais. São cerca de 5 mil kits para os alunos, que vão custar aproximadamente R$ 400 mil, sendo que desse valor vai ter que aplicar R$ 235 mil em recursos próprios. Ela informou ter aumentado a quantidade de produtos para que os alunos tenham um kit de melhor qualidade.


A prefeita esclareceu não ter cortado as 20 horas concedidas ao setor da educação no contracheque dos funcionários. Apenas suspendeu para analisar todos os casos. “Essas 20 horas, bem como as gratificações, foram concedidas nos últimos meses de governo da ex-prefeita provavelmente com propósito eleitoreiro. Porque não concedeu nos sete anos anteriores?”, questionou.

Ela também disse não poder pagar os precatórios sem que tudo esteja bem esclarecido pela administração anterior. “Não vou pagar pelos erros dos outros e tenho que fazer a coisa certa. O dinheiro é do povo e tem que ser respeitado. Não estou aqui para fazer nada errado”, disparou, anunciando ainda que está tomando providências para que este mês não tenha problemas com a folha de pagamento e que em março e abril estará resolvendo algumas questões administrativas que estão pendentes.


ASCOM: Prefeitura Municipal de Conceição do Jacuípe

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem