CPI da Covid vai cobrar acesso às gravações das reuniões da Anvisa


Os senadores da linha de frente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid vão requisitar o acesso às gravações das reuniões internas da diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


Segundo informações do UOL, parlamentares admitiram nos bastidores que a Comissão deve cobrar o acesso ao material "o mais rapidamente possível".


O objetivo é identificar se houve algum tipo de interferência ideológica do Governo Federal na condução da agência regulatória.


A Anvisa tem a obrigação de gravar todas as reuniões, e este fator é determinante para o pedido dos senadores que fazem parte da CPI.


Os senadores pretendem conseguir o acesso às gravações até a quinta-feira (6), dia da oitiva do presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.


Ao todo, 353 pedidos foram apresentadas à Comissão e até o momento 342 foram apreciados.


Na próxima terça-feira (4), a CPI retoma os seus trabalhos em Brasília com os depoimentos dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, e a análise dos demais requerimentos.


Entre os requerimentos mais aguardados está o que pede o depoimento do ex-titular da Secom do governo Bolsonaro, Fabio Wajngarten, que pode trazer revelações desagradáveis ao Palácio do Planalto.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem